.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

terça-feira, 28 de outubro de 2014

São Judas Tadeu


Celebramos neste dia 28/10, a solenidade de São Judas Tadeu. Como cristãos de fé, roguemos a ele, pedindo sua intercessão diante de nossas necessidades do dia a dia.

São Judas Tadeu, glorioso apóstolo, fiel servo e amigo de Jesus, o nome do traidor é causa de serdes esquecido por muitos, mas a Santa Igreja honra-vos e invoca-vos universalmente como padroeiro de casos desesperados, sem remédio. Intercedei por mim que sou tão miserável pondo em prática, eu vo-lo rogo, o privilégio particular que vos é concedido a fim de trazer ajuda pronta e visível onde isso é quase impossível. Vinde valer-me nessa grande necessidade para que eu possa receber as consolações e socorros do Céu em todas as minhas aflições, necessidades e sofrimentos, particularmente (aqui dizer a graça que deseja obter...) e que possa bendizer a Deus convosco e todos os eleitos por toda a eternidade. Eu vos prometo, bem aventurado São Judas Tadeu, ter sempre presente esta grande graça e não cessar de honrar-vos, como meu especial e poderoso Padroeiro e farei quanto possa para espalhar a devoção para convosco. Amém.

Suas crenças


Tuas palavras


...os olhos do homem


Perseverança


domingo, 26 de outubro de 2014

É infame quem abandona


A tristeza impede a felicidade


Nossas atitudes


Novena - FREI GALVÃO


Ontem, dia de Frei Galvão

Santo Antônio de Sant'Anna Galvão 
25/10
O brasileiro Antonio de Sant'Anna Galvão, nasceu em 1739, em Guaratinguetá, São Paulo. Quando tinha treze anos, Antônio foi enviado para estudar com os jesuítas. Desse modo, na sua vida estava plantada a semente da vocação religiosa. Aos vinte e um anos, Antônio deixa os jesuítas e ingressa na Ordem Franciscana, no Rio de Janeiro.

Em 1768 foi nomeado pregador e confessor do convento das Recolhidas de Santa Teresa. Entre suas penitentes encontrou a Irmã Helena Maria do Sacramento, que tinha visões sobre a fundação de um novo convento. Apesar das dificuldades, frei Galvão e Irmã Helena fundaram, em fevereiro de 1774, o Recolhimento de Nossa Senhora da Conceição da Divina Providência.
Entre dificuldades e perseguições, frei Galvão conseguiu manter e ampliar este convento, construindo inclusive uma igreja anexa ao prédio. Hoje o convento, em São Paulo, é patrimônio cultural da humanidade. Em 1811, a pedido do Bispo de São Paulo, fundou o Recolhimento de Santa Clara em Sorocaba.
Com a saúde enfraquecida recebeu autorização especial para residir no Recolhimento da Providência. Durante sua última enfermidade, Frei Galvão foi morar num pequeno quarto, ajudado pelas religiosas que lhe prestavam algum alívio e conforto. Ele faleceu com fama de santidade aos 23 de dezembro de 1822.

Reflexão: 
Frei Galvão foi chamado "Bandeirante de Cristo", porque tinha na alma a grandeza, o arrojo e fortaleza de um verdadeiro bandeirante. Renunciou a uma brilhante situação no mundo para servir a Jesus Cristo. Cheio do espírito de caridade, não media sacrifícios para aliviar os sofrimentos alheios. Foi considerado santo mesmo já antes de sua morte.


Oração: 
Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, eu Vos adoro, louvo e Vos dou graças pelos benefícios que me fizestes. Peço-Vos, por tudo que fez e sofreu o Vosso servo Frei Antônio de Sant'Anna Galvão, que aumenteis em mim a fé, a esperança e a caridade, e Vos digneis...

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O Meu Credo


CREIO em Deus, Pai de todos,
que deu a terra a todos os povos e a todos sem distinção.
CREIO em Jesus Cristo, que veio nos dar coragem,
para nos curar do pecado e libertar de toda opressão.
CREIO no Espírito Santo, Deus vivo que está entre nós
e age em todo homem e em toda mulher de boa vontade.
CREIO na Igreja, posta como farol para todas as nações
e guiada pelo Espírito a servir todos os povos.
NÃO CREIO no direito do mais forte,
nem na potência das armas, nem no poder dos opressores.
CREIO nos direitos humanos,
na solidariedade entre os povos, na força da não violência.
NÃO CREIO no racismo, na riqueza, nos privilégios,
e nem na ordem constituída.
CREIO que todos os homens e mulheres são igualmente humanos,
que a ordem baseada na violência e na injustiça é desordem.
NÃO CREIO que seja possível eliminar a opressão distante,
enquanto tolero a injustiça e a violência aqui.
CREIO que só existe um direito igual para todos os homens,
e que eu não sou liberto até que uma pessoa permaneça escrava.
NÃO CREIO que a guerra e a fome sejam inevitáveis
e que não exista a esperança de um dia ter paz.
CREIO na beleza, na simplicidade,
no amor que abre os braços a todos, na paz sobre a terra.
NÃO CREIO que o sofrimento seja inútil, e nossos sonhos, ilusões,
e que a morte seja o fim de tudo.
CREIO, sempre e apesar de tudo, numa Nova Humanidade
e que Deus criará um Novo Céu e uma Nova Terra,
onde florescerão o amor, a paz e a justiça.

(do poema de um cristão anônimo da Indonésia)

No centro da nossa história


Eu quero!


Não perca sua bênção!


domingo, 19 de outubro de 2014

Nosso Reino de Deus


Nosso Reino de Deus. O que pertence a Deus, senão tudo em nossa vida, e mesmo nossa própria vida? E quantas vezes tentamos ludibriar essa única verdade - que tudo a Deus pertence - com desculpas, queixas e resmungos. Questionar a Jesus se é lícito pagar imposto a César é desvirtuar a realidade, desviar a atenção do real problema de exploração e opressão que o povo vivia. Quantos projetos e empreitadas assumimos que nos desviam simplesmente... Qual não é nossa falta de coragem em lutar pela construção de nosso mundo melhor chamado Reino de Deus. Que nosso cansaço e comodismo não sejam empecilhos e não turvem a clareza desse grandioso projeto de Deus para nossas vidas.

Frei Clauzemir Makximovitz

Folhinha do Sagrado Coração de Jesus

Mateus 22,15-21


Mateus 22,15-21
15.Reuniram-se então os fariseus para deliberar entre si sobre a maneira de surpreender Jesus nas suas próprias palavras.
16.Enviaram seus discípulos com os herodianos, que lhe disseram: Mestre, sabemos que és verdadeiro e ensinas o caminho de Deus em toda a verdade, sem te preocupares com ninguém, porque não olhas para a aparência dos homens.
17.Dize-nos, pois, o que te parece: É permitido ou não pagar o imposto a César?
18.Jesus, percebendo a sua malícia, respondeu: Por que me tentais, hipócritas?
19.Mostrai-me a moeda com que se paga o imposto! Apresentaram-lhe um denário.
20.Perguntou Jesus: De quem é esta imagem e esta inscrição?

21.De César, responderam-lhe. Disse-lhes então Jesus: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.

Anime-se!


Fazer o bem


Tu és o meu Deus


sábado, 18 de outubro de 2014

Hebreus 1:1-14


Há muito tempo Deus falou muitas vezes e de várias maneiras aos nossos antepassados por meio dos profetas,
mas nestes últimos dias falou-nos por meio do Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e por meio de quem fez o universo.
O Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser, sustentando todas as coisas por sua palavra poderosa. Depois de ter realizado a purificação dos pecados, ele se assentou à direita da Majestade nas alturas,
tornando-se tão superior aos anjos quanto o nome que herdou é superior ao deles.
Pois a qual dos anjos Deus alguma vez disse: "Tu és meu Filho; eu hoje te gerei"? E outra vez: "Eu serei seu Pai, e ele será meu Filho"?
E ainda, quando Deus introduz o Primogênito no mundo, diz: "Todos os anjos de Deus o adorem".
Quanto aos anjos, ele diz: "Ele faz dos seus anjos ventos, e dos seus servos, clarões reluzentes".
Mas a respeito do Filho, diz: "O teu trono, ó Deus, subsiste para todo o sempre; cetro de equidade é o cetro do teu Reino.
Amas a justiça e odeias a iniquidade; por isso, Deus, o teu Deus, escolheu-te dentre os teus companheiros, ungindo-te com óleo de alegria".
E também diz: "No princípio, Senhor, firmaste os fundamentos da terra, e os céus são obras das tuas mãos.
Eles perecerão, mas tu permanecerás; envelhecerão como vestimentas.
Tu os enrolarás como um manto, como roupas eles serão trocados. Mas tu permaneces o mesmo, e os teus dias jamais terão fim".
A qual dos anjos Deus alguma vez disse: "Senta-te à minha direita, até que eu faça dos teus inimigos um estrado para os teus pés"?
Os anjos não são, todos eles, espíritos ministradores enviados para servir aqueles que hão de herdar a salvação?

Deus é o que me sabe


Postagens mais visitadas