.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Escalada



A pedra perguntou ao martelo que a espancava:
- Por que me quebras assim?
O martelo não respondeu; contudo, em breve tempo, o bloco burilado se fez destaque na base de formoso edifício.

O minério indagou do forno superaquecido que o transmutava:
- Dize a razão pela qual me enlouqueces de sofrimento?
O forno silenciou; no entanto, depois de alguns dias, apareceu na condição de aço em alto preço.

O tronco argumentou com a lâmina que o serrava:
- Por que me atormentas?
A lâmina permaneceu muda; mas, após algumas semanas, o tronco dividido em folhas diversas, era a estrutura principal de um barco importante.

O barro interrogou ao molde que o constringia:
- Por que me oprimes tanto?
O molde não formulou resposta alguma; entretanto, além de algum tempo surgiu na loja por vaso raro.

O Homem igualmente, vezes sem conta, interpela Deus:
- Senhor, porque me martirizas e me afliges?
Deus, porém, não responde.
Acontece que o espírito humano dispõe de livre arbítrio para aceitar ou não a dor que o aperfeiçoa. Enquanto recalcitra contra as leis do progresso e do aprimoramento próprio, sofre e deblatera, indefinidamente; no entanto, quando se decide a obedecer aos princípios que lhe controlam a escalada para a Grandeza Suprema do Universo, chega sempre o dia no qual vem, a saber, os prodígios de sabedoria e amor, luz e beleza em que Deus o transformará.

Não passes indiferente, diante da dor.
Onde encontres qualquer fagulha de discórdia, auxilia a extingui-la nas fontes de paciência e da tolerância.
(Meimei)

Revesti-vos do homem novo


Revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade. Por isso, renunciai à mentira. Fale cada um a seu próximo a verdade, pois somos membros uns dos outros.
(Ef 4,24-25)

Felizes são aqueles que são abraçados pelo Caminho!


Felizes são aqueles que são abraçados pelo Caminho! Você ainda não se encontrou? Deixe que Cristo o encontre.
(Pr. Paulo R. Barbosa)

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Exemplo da Humildade de Cristo



Filipenses 2, 1-11

Se me é possível, pois, alguma consolação em Cristo, algum caridoso estímulo, alguma comunhão no Espírito, alguma ternura e compaixão completai a minha alegria, permanecendo unidos.
Tende um mesmo amor, uma só alma e os mesmos pensamentos. Nada façais por espírito de partido ou vanglória, mas que a humildade vos ensine a considerar os outros superiores a vós mesmos.
Cada qual tenha em vista não os seus próprios interesses, e sim os dos outros. Dedicai-vos mutuamente a estima que se deve em Cristo Jesus. Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens.
E, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Senhor.

Quero que saiba que Deus o ama e eu também


Quero que saiba que Deus o ama e eu também o amo.

Maria, Mãe de Jesus


Maria, Mãe de Jesus, que O criou, O educou e O acompanhou durante a sua vida terrena e agora está junto d’Ele nos Céus, ajudar-nos-á a reconhecer Jesus em quem passa ao nosso lado, tornado presente para nós nas necessidades dos nossos irmãos, os homens.
(São José Maria Escrivá)

terça-feira, 19 de junho de 2018

Fazer o bem



Mc 9,38-43.45.47-48
Fazer o bem será sempre sinal da bondade que nos vem da Fonte, como dom de Deus. O sinal da identidade mais ampla de nossa humanidade criada pelo Amor. Existem escândalos que serão sempre aberrações e que se apresentam como negação deste amor. Daí que, sob a luz dos processos que fazemos de conscientização, cada ser humano torne-se capaz de avaliar, pondo como prioridade o valor da Salvação, sua própria Redenção, a qualquer outro valor, mesmo que se inscreva na ordem da beleza e do conceito de perfeição física. Na verdade, ignorar a bondade como caminho de nosso amadurecimento humano já é a pior das mutilações e escândalos, como legado para o resto da humanidade.
(Irmã Bárbara P. Bucker, MC. - Folhinha do Sagrado Coração de Jesus)

Postagens mais visitadas