.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Nossa Senhora Auxiliadora


Nossa Senhora Auxiliadora, rogai por nós!

DESPERTA!



“Cada amanhecer vem sempre carregado de uma promessa, uma nova oportunidade, uma passagem da escuridão e do silêncio da noite à luz e aos rumores do novo dia. Cada noite tem as suas histórias condensadas com o cansaço dos dias, dos pensamentos e emoções vividas, coloridas em tons de amor e também de sofrimento. São as histórias de cada um de nós, que podemos contar e meditar no coração.
Damo-nos conta que há amanheceres discretos e rotineiros, outros há que trazem consigo força e medo, mas há outros, únicos, que transcendem os dias passados e transfiguram aqueles que hão de vir.” (Pe. António Valério, sj)

Desperta para esse Dia que fez novas todas as coisas. Isto é um convite à contemplação transfigurada da vida, do mundo, das nossas relações, do trabalho de cada dia, através dos olhos da nossa alma.

O medo


O medo vira coragem após uma longa conversa com Deus.

Novena dos Salmos - Sl 144



1Louvor. De Davi. Ó meu Deus, meu rei, eu vos glorificarei, e bendirei o vosso nome pelos séculos dos séculos. 2Dia a dia vos bendirei, e louvarei o vosso nome eternamente. 3Grande é o Senhor e sumamente louvável, insondável é a sua grandeza. 4Cada geração apregoa à outra as vossas obras, e proclama o vosso poder. 5Elas falam do brilho esplendoroso de vossa majestade, e publicam as vossas maravilhas. 6Anunciam o formidável poder de vossas obras e narram a vossa grandeza. 7Proclamam o louvor de vossa bondade imensa, e aclamam a vossa justiça. 8O Senhor é clemente e compassivo, longânime e cheio de bondade. 9O Senhor é bom para com todos, e sua misericórdia se estende a todas as suas obras. 10Glorifiquem-vos, Senhor, todas as vossas obras, e vos bendigam os vossos fiéis. 11Que eles apregoem a glória de vosso reino, e anunciem o vosso poder, 12para darem a conhecer aos homens a vossa força, e a glória de vosso reino maravilhoso. 13Vosso reino é um reino eterno, e vosso império subsiste em todas as gerações. O Senhor é fiel em suas palavras, e santo em tudo o que faz. 14O Senhor sustém os que vacilam, e soergue os abatidos. 15Todos os olhos esperançosos se dirigem para vós, e a seu tempo vós os alimentais. 16Basta abrirdes as mãos, para saciardes com benevolência todos os viventes. 17O Senhor é justo em seus caminhos, e santo em tudo o que faz. 18O Senhor se aproxima dos que o invocam, daqueles que o invocam com sinceridade. 19Ele satisfará o desejo dos que o temem, ouvirá seus clamores e os salvará. 20O Senhor vela por aqueles que o amam, mas exterminará todos os maus. 21Que minha boca proclame o louvor do Senhor, e que todo ser vivo bendiga eternamente o seu santo nome.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Nascer


Deixou-se levar pela sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.
(Gabriel García Márquez)

O homem é um aprendiz


O homem é um aprendiz, a dor a sua mestra.
(Alfred de Musset)

Novena dos Salmos - Sl 143



1De Davi. Bendito seja o Senhor, meu rochedo, que adestra minhas mãos para o combate, meus dedos para a guerra; 2meu benfeitor e meu refúgio, minha cidadela e meu libertador, meu escudo e meu asilo, que submete a mim os povos. 3Que é o homem, Senhor, para cuidardes dele, que é o filho do homem para que vos ocupeis dele? 4O homem é semelhante ao sopro da brisa, seus dias são como a sombra que passa. 5Inclinai, Senhor, os vossos céus e descei, tocai as montanhas para que se abrasem, 6fulminai o raio e dispersai-os, lançai vossas setas e afugentai-os. 7Estendei do alto a vossa mão, tirai-me do caudal, das mãos do estrangeiro, 8cuja boca só diz mentiras e cuja mão só faz juramentos falsos. 9Ó Deus, cantar-vos-ei um cântico novo, louvar-vos-ei com a harpa de dez cordas. 10Vós que aos reis dais a vitória, que livrastes Davi, vosso servo; 11salvai-me da espada da malícia, e livrai-me das mãos de estrangeiros, cuja boca só diz mentiras e cuja mão só faz juramentos falsos. 12Sejam nossos filhos como as plantas novas, que crescem na sua juventude; sejam nossas filhas como as colunas angulares esculpidas, como os pilares do templo. 13Encham-se os nossos celeiros de frutos variados e abundantes, multipliquem-se aos milhares nossos rebanhos, por miríades cresçam eles em nossos campos; sejam fecundas as nossas novilhas. 14Não haja brechas em nossos muros, nem ruptura, nem lamentações em nossas praças. 15Feliz o povo agraciado com tais bens, feliz o povo cujo Deus é o Senhor.

Postagens mais visitadas