.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

quinta-feira, 29 de março de 2012

Serenidade



Era uma vez...
Um rico resolve presentear um pobre por seu aniversário e ironicamente manda preparar uma bandeja cheia de lixo e sujeiras. Na presença de todos, manda entregar o presente, que é recebido com alegria pelo aniversariante, que gentilmente agradece e pede que lhe aguarde um instante, pois gostaria de poder retribuir a gentileza. Joga fora o lixo, lava e desinfeta a bandeja, enche-a de flores, e devolve-a com um cartão, onde está a frase:
"A gente dá o que tem de melhor."

Ou seja:
Não perca sua serenidade. A raiva faz mal à saúde, o rancor estraga o fígado, a mágoa envenena o coração. Domine suas reações emotivas. Seja dono de si mesmo. Não jogue lenha no fogo de seu aborrecimento. Esqueça e passe adiante, para não perder sua serenidade. Não perca sua calma. Pense, antes de falar, e não ceda à sua impulsividade.

"Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que outra pessoa morra".
William Shakespeare

[Imagem Google]

Jaculatórias


Jaculatórias são pequenas orações ou invocações que os católicos incluem em suas orações, no começo ou final dessas, ou no final de cada dezena do Rosário.
É uma fórmula genérica quando se reza especificamente para um santo, ou para Nossa Senhora sob um específico título: [Nome do santo(a)], Rogai por nós. No lugar de "Rogai por nós", nas orações totalmente dedicadas a uma pessoa, alma, ou conjunto delas, se faz a concordância: "Rogai por ele/a(s)"

A Nossa Senhora Aparecida:
Senhora Aparecida, milagrosa Padroeira,
sede nossa guia nesta mortal carreira.
Ó Virgem Aparecida, sacrário do Redentor,
dai à alma desfalecida vosso poder e valor.
Ó Virgem Aparecida, fiel e seguro norte,
alcançai-nos graças na vida, favorecei-nos na morte.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós, que recorremos a Vós e por todos que não recorrem a Vós especialmente pelos inimigos da Santa igreja e por todos que são a Vós recomendados.
Jesus Misericordioso, eu confio e espero em Vós.
Sagrado Coração de Jesus, eu confio e espero em Vós.
Doce Coração de Maria (ou Imaculado Coração de Maria), sede a nossa salvação.
Imaculada Rainha da paz, dai-nos a paz.
Imaculado coração de Maria, sede a nossa salvação.
Deus, Pai do Céu, tende piedade de nós.
Nosso Senhor Bom Jesus, tende piedade de nós.
Divino Espírito Santo, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, tende piedade de nós.
Divino Espírito Santo, iluminai-nos, guiai-nos, dai-nos sabedoria, discernimento, santidade e pureza de coração.
Jesus, manso e humilde de coração, fazei os nossos corações semelhantes ao vosso.
Nossa Senhora da Providência, providenciai.
Sagrado Coração de Jesus que tanto nos amais, fazei que eu vos ame cada vez mais.
Jesus sacramentado, nosso Deus Amado.


[Imagem Google]

Evangelho de São Mateus 5, 1-12

Evangelho de São Mateus 5, 1-12 Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-se e seus discípulos aproximaram-se dele. Então abriu a boca e lhes ensinava, dizendo: Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos céus! Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados! Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra! Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia! Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus! Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus! Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós. [Imagem reflejosdeluz.net]

Cristo e eu


domingo, 18 de março de 2012

Obrigada, Senhor!


(autora Nelly Ronis)

Obrigada, Senhor,
porque despertas em mim
o desejo de dar
daquilo que faço
daquilo que valho
daquilo que tenho
ofereço contente
do pouco que sou.

Toma, Senhor,
O meu nada em Tuas mãos
porque só delas
eu vejo
o que tenho dividido;
o que faço, somado ao Teu poder
há de fazer milagres;
o que valho,
as possibilidades que tenho
serão maiores diante do Teu rosto
que sabe tão bem diminuir
as minhas fraquezas.

Em tuas fortes mãos
o pouco que sou
será multiplicado,
e feliz, sentindo-me junto a Ti
direi feliz: obrigada, Senhor,
porque me amas apesar do que sou
porque me tomas do vazio
e me fazes despertar
para a alegria de viver
para o gozo supremo de dar

[Imagem Google]

domingo, 11 de março de 2012

3º domingo da Quaresma



(Jo 2,13-15)

Jesus nos mostra que em tudo na vida existe um "limite" que não fere nossa liberdade. Pelo contrário, nos coloca de novo naquilo que é essencial. Jesus expulsa com autoridade os comerciantes do Templo. Quer, com isso, nos trazer de volta ao essencial que é Deus. Distanciamo-nos de Deus nas preocupaões em busca de algo que dê sustentação à nossa vida ("comércio"), e acabamos por abafar uma sustentação que é Divina, ou seja, o "zelo" pelas coisas de Deus. Em Cristo, pela sua Paixão, Morte e Ressirreição, "restaura-se o Templo em três dias". Significa que cada um de nós e todas as dimensões da vida se tornaram merecedoras deste "zelo" como algo sagrado. Este "zelo" com tudo e com todos, em Cristo, passa a ser o nosso trabalho diário.

Frei Roberto Ishara, OFM - Petrópolis/RJ - Folhinha do Sagrado Coração de Jesus

[Imagem: Google]

Salve a Padroeira do Brasil



Júnior Ribas

Salve a Padroeira do Brasil,
mãe do Redentor.
A Senhora Aparecida,
nossa Mãe de amor.


Oh! Mãe Imaculada,
Senhora Aparecida,
tu és, ó Mãe Amada,
Rainha da nossa vida.
A ti o nossa canto,
estrela que nos conduz
na fé e na esperança
ao encontro de Jesus.

Maria, tu meditavas
tantas coisas no coração,
também te preocupavas
com todos, com cada irmão.
Senhora intercessora
de todo o povo de Deus,
és Mãe, Consoladora
de todos os filhos teus.

A prece de Cerinto


Senhor de Infinita Bondade. No santuário da oração, marco renovador do meu caminho, não Te peço por mim, Espírito endividado, para quem reservaste os tribunais de Tua Excelsa Justiça.
A Tua compaixão é como se fora o orvalho da esperança em minha noite moral, e isto basta, ao revel pecador que tenho sido.
Não Te peço, Senhor, pelos que choram.
Clamo por Teu amor e benefício dos que fazem as lágrimas.
Não Te venho pedir pelos que padecem.
Suplico-Te a bênção para todos aqueles que provocam sofrimento.
Não Te lembro os fracos da Terra.
Recordo-Te quantos se julgam poderosos e vencedores.
Não intercedo pelos que soluçam de fome.
Rogo-Te amor para os que lhes furtam o pão.
Senhor Todo-Bondoso!...
Não Te trago os que sangram de angústia.
Relaciono diante de Ti os que golpeiam e ferem.
Não Te peço pelos que sofrem injustiças
Rogo-Te pelos empreiteiros do crime.
Não Te apresento os desprotegidos da sorte.
Sugiro Teu amparo aos que estendem a aflição e a miséria.
Não Te imploro mercê para as almas traídas.
Exorto-Te o socorro para os que tecem os fios envenenados da ingratidão.

Pai compassivo!...
Estende as mãos sobre os que vagueiam nas trevas...
Anula o pensamento insensato.
Cerra os lábios que induzem à tentação.
Paralisa os braços que apedrejam.
Detém os passos daqueles que distribuem a morte...
Ajuda-nos a todos nós, filhos do erro, porque somente assim, ó Deus piedoso e justo, poderemos edificar o paraíso do bem com todos aqueles que já Te compreendem e obedecem, extinguindo o inferno daqueles que, como nós, se atiram desprevenidos, aos insanos torvelinhos do mal!...


Do livro À Luz da Oração - Francisco Cândido Xavier
[Imagem: Google]

sábado, 10 de março de 2012

A Mais Bela Flor



O bosque estava quase deserto quando o homem sentou-se para ler embaixo dos longos ramos de um velho carvalho.
Estava desiludido da vida, com boas razões para chorar, pois o mundo estava tentando afundá-lo.
E como se já não tivesse razões suficientes para arruinar o seu dia, um garoto chegou, ofegante, cansado de brincar.
Parou na sua frente, de cabeça baixa e disse, cheio de alegria:
- Veja o que encontrei!
O homem olhou desanimado e percebeu que na sua mão havia uma flor.
Que visão lamentável! Pensou consigo mesmo. A flor tinha as pétalas caídas, folhas murchas, e certamente nenhum perfume.
Querendo ver-se livre do garoto e de sua flor, o homem desiludido fingiu pálido sorriso e se virou para o outro lado.
Mas ao invés de recuar, o garoto sentou-se ao seu lado, levou a flor ao nariz e declarou com estranha surpresa:
- O cheiro é ótimo, e é bonita também... Por isso a peguei. Tome! É sua.
A flor estava morta ou morrendo, nada de cores vibrantes como laranja, amarelo ou vermelho, mas ele sabia que tinha que pegá-la, ou o menino jamais sairia dali.
Então estendeu a mão para pegá-la e disse, um tanto contrafeito:
- Era o que eu precisava.
Mas, ao invés de colocá-la na mão do homem, ele a segurou no ar, sem qualquer razão.
E naquela hora o homem notou, pela primeira vez, que o garoto era cego e que não podia ver o que tinha nas mãos.
A voz lhe sumiu na garganta por alguns instantes...
Lágrimas quentes rolaram do seu rosto enquanto ele agradecia, emocionado, por receber a melhor flor daquele jardim.
O garoto saiu saltitando, feliz, cheirando outra flor que tinha na mão, e sumiu no amplo jardim, em meio ao arvoredo.
Certamente iria consolar outros corações, que embora tenham a visão física, estão cegos para os verdadeiros valores da vida.
Agora o homem já não se sentia mais desanimado e os pensamentos lhe passavam na mente com serenidade. Perguntava-se a si mesmo como é que aquele garoto cego poderia ter percebido sua tristeza a ponto de aproximar-se com uma flor para lhe oferecer.
Concluiu que talvez a sua autopiedade o tivesse impedido de ver a natureza que cantava ao seu redor, dando notícias de esperança e paz, alegria e perfume...
E como as Leis da Vida são misericordiosas, permitiram que um garoto privado da visão física o despertasse daquele estado depressivo.
E o homem, finalmente, conseguira ver, através dos olhos de uma criança cega, que o problema não era o mundo, mas ele mesmo.
E ainda mergulhado em profundas reflexões, levou aquela feia flor ao nariz e sentiu a fragrância de uma rosa...

Verdadeiramente cego é todo aquele que não quer ver a realidade que o cerca.
Tantas vezes, pessoas que não percebem o mundo com os olhos físicos, penetram as maravilhas que os rodeiam e se extasiam com tanta beleza.
Talvez tenha sido por essa razão que um pensador afirmou que "o essencial é invisível aos olhos."

[Desconheço a autoria]
[Imagem: Google]

Oração do homem que se sente envelhecer


Salmo 70 - (Heb. 71)
É em vós, Senhor, que procuro meu refúgio; que minha esperança não seja para sempre confundida.
Por vossa justiça, livrai-me, libertai-me; inclinai para mim vossos ouvidos e salvai-me.
Sede-me uma rocha protetora, uma cidadela forte para me abrigar: e vós me salvareis, porque sois meu rochedo e minha fortaleza.
Meu Deus, livrai-me da mãos do iníquo, das garras do inimigo e do opressor,
porque vós sois, ó meu Deus, minha esperança. Senhor, desde a juventude vós sois minha confiança.
Em vós eu me apoiei desde que nasci, desde o seio materno sois meu protetor; em vós eu sempre esperei.
Tornei-me para a turba um objeto de admiração, mas vós tendes sido meu poderoso apoio.
Minha boca andava cheia de vossos louvores, cantando continuamente vossa glória.
Na minha velhice não me rejeiteis, ao declinar de minhas forças não me abandoneis.
Porque falam de mim meus inimigos e os que me observam conspiram contra mim,
dizendo: Deus o abandonou; persegui-o e prendei-o, porque não há ninguém para o livrá-lo.
Ó Deus, não vos afasteis de mim. Meu Deus, apressai-vos em me socorrer.
Sejam confundidos e pereçam os que atentam contra minha vida, sejam cobertos de vergonha e confusão os que procuram minha desgraça.
Eu, porém, hei de esperar sempre, e, dia após dia, vos louvarei mais.
Minha boca proclamará vossa justiça e vossos auxílios de todos os dias, sem poder enumerá-los todos.
Os portentos de Deus eu narrarei, só a vossa justiça hei de proclamar, Senhor.
Vós me tendes instruído, ó Deus, desde minha juventude, e até hoje publico as vossas maravilhas.
Na velhice e até os cabelos brancos, ó Deus, não me abandoneis, a fim de que eu anuncie à geração presente a força de vosso braço, e vosso poder à geração vindoura,
e vossa justiça, ó Deus, que se eleva à altura dos céus, pela qual vós fizestes coisas grandiosas. Senhor, quem vos é comparável?
Vós me fizestes passar por numerosas e amargas tribulações para, de novo, me fazer viver e dos abismos da terra novamente me tirar.
Aumentai minha grandeza, e de novo consolai-me.
Celebrarei então vossa fidelidade nas cordas da lira, eu vos cantarei na harpa, ó Santo de Israel.
Meus lábios e minha alma que resgatastes exultarão de alegria quando eu cantar a vossa glória.
E, dia após dia, também minha língua exaltará vossa justiça, porque ficaram cobertos de vergonha e confusão aqueles que buscavam minha perdição.

Um velho, que sempre teve confiança em Deus, lhe pede sua ajuda; ele descreve as maquinações dos ímpios, e recorda os socorros divinos que sempre recebeu nas provas pelas quais passou. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)
[imagem da web]

Síndrome de UP

quarta-feira, 7 de março de 2012

Dinâmica dos Bichos



OBJETIVOS: falar sobre a história da criação ou da arca de Noé.

MATERIAL: Cartões com figuras ou nomes de animais. Detalhe: 2 cartões de cada animal.

INSTRUÇÕES:
1. Distribuir um cartão para cada criança, sem que as outras vejam a figura.
2. Pedir que se espalhem bem pelo salão, e, ao seu sinal, cada criança deve fazer o som (a voz) do animal que está no seu cartão. É importante que cada um faça somente o som do animal do seu próprio cartão.
3. Pelo som, cada criança deve achar o seu par e, à medida que se encontram, podem sentar-se ou formar uma fila.

Para contar a história da criação, você pode usar este jogo como ponto de partida para uma conversa: De onde vêm tantos animais diferentes? Você sabia que foi Deus que criou cada um destes animais? etc.

Para a arca de Noé, você pode determinar que uma sala seja a arca, e os "animais", à medida que acham o seu par, são conduzidos para lá por uma pessoa fantasiada de Noé e que contará a história.

[Imagem: Google]

segunda-feira, 5 de março de 2012

ORAÇÃO A SÃO JUDAS TADEU



(Para ser dita em grandes aflições, quando parecemos desamparados de todo socorro visível ou para casos desesperados)
São Judas Tadeu, glorioso apóstolo, fiel servo e amigo de Jesus, o nome do traidor é causa de serdes esquecido por muitos, mas a Santa Igreja honra-vos e invoca-vos universalmente como padroeiro de casos desesperados, sem remédio.
Intercedei por mim que sou tão miserável pondo em prática, eu vo-lo rogo, o privilégio particular que vos é concedido a fim de trazer ajuda pronta e visível onde isso é quase impossível.
Vinde valer-me nessa grande necessidade para que eu possa receber as consolações e socorros do Céu em todas as minhas aflições, necessidades e sofrimentos, particularmente (aqui dizer a graça que deseja obter...) e que possa bendizer a Deus convosco e todos os eleitos por toda a eternidade.
Eu vos prometo, bem-aventurado São Judas Tadeu, ter sempre presente esta grande graça e não cessar de honrar-vos, como meu especial e poderoso Padroeiro e farei quanto possa para espalhar a devoção para convosco. Amém.
São Judas Tadeu, rogai por nós e por todos os que vos honram e vos invocam.

Rezar: um Pai-Nosso, uma Ave-Maria e um Glória ao Pai.

[Imagem: Google]

A CARROÇA



Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque e eu aceitei com prazer. Ele se deteve numa clareira e, depois de um pequeno silêncio, me perguntou:
- Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?
Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:
- Estou ouvindo um barulho de carroça.
- Isso mesmo, e de uma carroça vazia...
Perguntei-lhe, então:
- Como o senhor sabe que a carroça está vazia, se ainda não a vimos?
- Ora - respondeu ele - é muito fácil saber se uma carroça está vazia por causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que ela faz.
Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, tratando o próximo com grossura, prepotente, interrompendo a conversa dos outros ou querendo demonstrar que é a dona da verdade, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai, dizendo:
"Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que ela faz..."

[desconheço a autoria]

[Imagem: Google]

sábado, 3 de março de 2012

Campanha da Fraternidade 2012

Arrumar o homem



Não boto a mão no fogo pela autenticidade da história que estou para contar. Não posso, porém, duvidar da veracidade da pessoa de quem a escutei e, por isso, tenho-a como verdadeira. Salva-me, de qualquer modo, o provérbio italiano. “Se não é verdadeira... é muito graciosa!”
Estava, pois, aquele pai carioca, engenheiro de profissão, posto em sossego, admitido que, para um engenheiro, é sossego andar mergulhado em cálculos de estrutura. Ao lado, o filho, de 7 ou 8 anos, não cessava de atormentá-lo com perguntas, tentando conquistar um companheiro de lazer.
A ideia mais luminosa que ocorreu ao pai, depois de dez a quinze convites a ficar quieto e deixá-lo trabalhar, foi a de pôr nas mãos do moleque um belo quebra-cabeça trazido da última viagem à Europa. “Vá brincando enquanto eu termino esta conta”, sentencia entre dentes, prevendo pelo menos uma hora, hora e meia de ocupação do menino. O peralta não levará menos do que isso para armar o mapa do mundo com os cinco continentes, arquipélagos, mares e oceanos, comemora o pai-engenheiro.
Quem foi que disse hora e meia? Dez minutos depois, dez cravados, e o menino já o puxava triunfante: “Pai, vem ver!” No chão, completinho, sem defeito, o mapa do mundo.
Como fez, como não fez? Em menos de uma hora era impossível. O próprio herói deu a chave da proeza: “Pai, você não percebeu que, atrás do mundo, o quebra-cabeça tinha um homem? Era mais fácil. E quando eu arrumei o homem, o mundo ficou arrumado!”
“Mas esse garoto é um sábio!”, sobressaltei, ouvindo a palavra final. Nunca ouvi verdade tão cristalina: “basta arrumar o homem (tão desarrumado quase sempre) e o mundo fica arrumado!”
Arrumar o homem é a tarefa das tarefas, se é que se quer arrumar o mundo.

(Dom Lucas Moreira Neves. Jornal do Brasil, Jan. 1997)

[Imagem reflejosdeluz.net]

quinta-feira, 1 de março de 2012

A oração de MARÇO



"Prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão". Senhor Jesus, neste tempo de Quaresma, ao iniciar este mês de março, quero fazer coro a meus irmãos de fé e cantar este refrão amado pelo povo brasileiro. No madeiro da cruz, vós assumistes na própria carne o cúmulo do amor pela humanidade. Na qualidade de Deus e ser humano, chegastes ao extremo do desprendimento e da generosidade, em um gesto fecundo que gerou o precioso fruto da Ressurreição. Mais uma vez, Senhor, quero renovar meu firme propósito de seguir-vos e de, junto convosco, tomar minha cruz cada dia e caminhar, pois tenho certeza: jamais serei abandonado! Concedei-me, Senhor, a graça da sagrada conversão.Amém!

Frei Gustavo Wayand Medella, OFM - Folhinha do Sagrado Coração de Jesus

[Imagem: Google imagens]

Postagens mais visitadas