.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

sábado, 31 de outubro de 2009

A Fé precisa ser provada



Ao traduzir-se em obras concretas, a fé é provada (Tg 1,3; cf. 1Pd 1,7). Nisto está o ponto decisivo do seguimento de Jesus Cristo. A fé conduz para Jesus Cristo. Segui-lo torna-se o elemento essencial. Isto não pode faltar. Porém, segui-lo é aderir à própria pessoa de Cristo, compartilhar a sua vida e o seu destino, participar da sua obediência livre e amorosa à vontade do Pai, colocar-se na escuta atenta dos apelos que Deus nos faz na nossa vida. Seguir Jesus Cristo é provar pela vida o que confessamos pela fé. Sim, a fé precisa ser provada pela prática, vivendo no concreto da vida o que brota de suas palavras.

Frei Nilo Agostini, OFM (autor do livro Introdução à Teologia Moral: o grande sim de Deus à vida, Ed. Vozes).
Fonte: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus

[imagem da web]

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Salmo de Davi 50, 1-12



Tende piedade de mim, Senhor, segundo a vossa bondade. E conforme a imensidade de vossa misericórdia, apagai a minha iniqüidade.
Lavai-me totalmente de minha falta, e purificai-me de meu pecado.
Eu reconheço a minha iniqüidade, diante de mim está sempre o meu pecado.
Só contra vós pequei, o que é mau fiz diante de vós. Vossa sentença assim se manifesta justa, e reto o vosso julgamento.
Eis que nasci na culpa, minha mãe concebeu-me no pecado.
Não obstante, amais a sinceridade de coração. Infundi-me, pois, a sabedoria no mais íntimo de mim.
Aspergi-me com um ramo de hissope e ficarei puro. Lavai-me e me tornarei mais branco do que a neve.
Fazei-me ouvir uma palavra de gozo e de alegria, para que exultem os ossos que triturastes.
Dos meus pecados desviai os olhos, e minhas culpas todas apagai. Ó meu Deus, criai em mim um coração puro, e renovai-me o espírito de firmeza.

[imagem reflejosdeluz.net]

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Oração pela vitória



Vem, Espírito Santo, e ilumina nossa mente com a luz do céu.
Remove todos os obstáculos que possam existir em nós e que nos impedem de caminhar na luz.
Enche-nos de esperança renovada. Fortalece-nos para que possamos permanecer firmes na verdade de Cristo.
Ajuda-nos a usar com sabedoria os dons recebidos, para honra e glória de Deus.
Senhor Jesus, nós Te convidamos a entrar em nosso coração e em nossa alma, em nosso corpo e em nossa mente.
Pedimos-Te que caminhes conosco em nossa jornada por este mundo repleto de pecado e de escuridão.
Ajuda-nos a ficar sempre em união Contigo e com o Espírito Santo.
Que nossa vontade se una à Tua para fazer a vontade do Teu Pai, do nosso Pai celestial.
Amado Pai, humildemente nos submetemos a Ti e pedimos que veles por nós e nos protejas de todo mal.
Aceitamos prontamente tudo aquilo que, em Tua Providência, nos tens dado.
Nós Te amamos e sabemos que Tu nos amas.
Ajuda-nos a conhecer cada vez mais o amor à medida que somos iluminados pela luz de Cristo.
Maria, Mãe querida, pedimos que tu venhas e fiques conosco.
Nós te convidamos a entrar em nosso coração e pedimos que nos conduzas cada vez para mais perto do Teu Filho e nosso Salvador, Jesus Cristo.
Como nossa Mãe no céu, vela por nós e envia teus anjos para que nos guardem e protejam.
Pedimos que conduzas os santos a constantemente intercederem por nós junto ao Pai.
Pedimos que, como nossa Mãe amadíssima, intercedas sempre por nós junto às três Pessoas da Santíssima Trindade, de modo que possamos caminhar fiel e vitoriosamente no caminho da vida. Oramos em nome de Jesus. † Amém! Aleluia! Amém!

[imagem reflejosdeluz.net]

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O Filho preferido...



Certa vez perguntaram a uma mãe qual era seu filho preferido, aquele que ela mais amava.
E ela,deixando entrever um sorriso,respondeu:
“Nada é mais volúvel que um coração de mãe. E, como mãe,lhe respondo:
O filho dileto, aquele a quem me dedico de corpo e alma.
É o meu filho doente, até que sare.
O que partiu, até que volte.
O que está cansado, até que descanse.
O que está com fome, até que se alimente.
O que está com sede, até que beba.
O que está estudando, até que aprenda.
O que está nu, até que se vista.
O que não trabalha, até que se empregue.
O que namora, até que se case.
O que casa, até que conviva.
O que é pai, até que os crie.
O que prometeu, até que se cumpra.
O que deve, até que pague.
O que chora, até que cale.“
E já com o semblante bem distante daquele sorriso, completou:
“O que já me deixou, até que o reencontre.”
(autor desconhecido)

[imagem da web]

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Dia Mundial de Oração pela Paz



ORAÇÃO DA PAZ

Senhor, Deus da paz,
Tu que criastes os homens para serem herdeiros da Tua glória, nós Te bendizemos e agradecemos porque nos enviaste Jesus, Teu Filho bem-amado.
Tu fizeste dEle, no mistério da Sua Páscoa, o realizador da nossa salvação, a fonte de toda paz, o laço de toda fraternidade.
Agradecemos pelos desejos, esforços e realizações que Teu Espírito de paz suscitou em nossos dias, para substituir o ódio pelo amor, a desconfiança pela compreensão,
a indiferença pela solidariedade.
Abre mais ainda nosso espírito e nosso coração para as exigências concretas do amor
a todos os nossos irmãos, para que sejamos, cada vez mais, artífices da paz.
Lembra-Te, ó Pai, de todos os que lutam, sofrem e morrem para o nascimento de um mundo mais fraterno.
Que para os homens de todas as raças e línguas venha Teu reino de justiça, paz e amor.
Amém.

Papa Paulo VI

[imagem reflejosdeluz.net]

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Perfil do Otimismo



Quando as andorinhas, bailarinas ligeiras, dançam no ar, coloridas pelos últimos raios do sol poente, o suave calor da primavera anuncia a chegada alegre das flores e da renovação da vida.
Arrebentam-se as fendas dos velhos muros e morros cansados, deixando que os vegetais surjam em variado verdor e os campos largos se exibam com matizados em festa inigualável.
As mãos mágicas do Celeste Pintor saem derramando tintas e perfumes embriagadores em todo lugar, confirmando seu inefável amor pelas Suas criaturas.
Os córregos cantam com as águas apressadas e as cachoeiras arrebentam cristais nas pedras resignadas, que os recebem felizes.
Há uma revolução geral, e os dias frios partem, deixando as lembranças tristes sepultadas sem saudades.
Revoadas de aves alegres, incessantemente, bordam os céus com imagens sucessivas de beleza incomum.
A primavera é o otimismo da natureza cantando o poema da estesia de Deus. Enquanto se repita, a aliança de amor permanece entre o homem descuidado e seu Pai zeloso, sustentando a esperança.
Apesar disso, muitas criaturas desanimadas, deixam de fitar a claridade do dia primaveril, mergulhadas na noite das suas paixões.
Preferem olhar o chão onde permanece o lodo, a contemplar o alto onde fulguram as estrelas. Por isso, tornam-se torpes, amarguradas, perturbadoras.
A vida humana, qual ocorre com a da natureza, passa por quadras variadas que se sucedem em ordem de grandeza, servindo uma de base à outra, indispensáveis à harmonia de conjunto.
A noite, que convida ao repouso, enseja a reflexão para o dia, que propicia a ação.
O inverno, que parece destruidor, também enseja a preservação da energia, que estrugirá em vida na primavera.
A criatura humana é o mais grandioso investimento de Deus, na Terra, e ser otimista quanto ao futuro, mesmo que haja dificuldades no presente, é o mínimo que lhe cabe, como afirmação da sua realidade e gratidão ao seu Genitor.
Quem pretende conservar tristeza no coração, encontrará sempre motivos falsos para sustentá-la, acalentando a queixa, cultivando a desdita e nutrindo-se da insatisfação.
O otimismo é gerador de adrenalina emocional, que estimula o sangue, impulsionando ao avanço, à alegria fomentadora da ação.
Cultivando-o nos sentimentos, adquire-se visão para penetrar o lado oculto ou sombrio das ocorrências e entusiasmo para não desfalecer ante os primeiros insucessos da marcha, prelúdios das vitórias futuras.
Quem não possui capacidade para sustentar com valor os embates malogrados, não tem condições para viver as grandes e decisórias batalhas.
Nos céus dos que amam e confiam em Deus com otimismo, sempre haverá andorinhas bailando em prenúncio de gloriosas primaveras.
O homem deve impor-se a tarefa de abrir janelas de otimismo nas salas onde dominam tristezas e arejar esconderijos pestilenciais de pessimismo mediante o aroma da esperança”.

Fonte: www.momento.com.br
[imagem da web]

domingo, 25 de outubro de 2009

Vai, a tua fé te curou



"Então Jesus lhe perguntou: 'O que você quer que eu faça por você?' O cego respondeu: 'Mestre, eu quero ver de novo'. Jesus disse: 'Pode ir, a sua fé curou você'." (Mc 10,46-52)
O cego clama por piedade, tem consciência de seus limites, mão não se acomoda diante deles. Diante do Senhor abre seu coração e pede que o ilumine. Isto é o mesmo que dizer: "Converte-me! Que eu não viva mais por mim mesmo; sê Tu o centro de toda a minha vida! Que eu viva para Ti! Converte-me!" Com este espírito, o discípulo é aquele que, entregue ao seu Senhor, aprendeu a perder o medo. Sabe ver a realidade com suas luzes e com suas sombras, mas com serenidade onde cada pessoa é cristura de Deus que merece respeito, atenção e valorização.

Frei Marco Antônio dos Santos (Petrópolis/RJ)
Fonte: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus


[imagem da web]

Mc 10,46-52



Chegaram a Jericó. Ao sair dali Jesus, seus discípulos e numerosa multidão, estava sentado à beira do caminho, mendigando, Bartimeu, que era cego, filho de Timeu.
Sabendo que era Jesus de Nazaré, começou a gritar: "Jesus, filho de Davi, em compaixão de mim!"
Muitos o repreendiam, para que se calasse, mas ele gritava ainda mais alto: "Filho de Davi, tem compaixão de mim!"
Jesus parou e disse: "Chamai-o" Chamaram o cego, dizendo-lhe: "Coragem! Levanta-te, ele te chama."
Lançando fora a capa, o cego ergueu-se dum salto e foi ter com ele.
Jesus, tomando a palavra, perguntou-lhe: "Que queres que te faça? Rabôni, respondeu-lhe o cego, que eu veja!
Jesus disse-lhe: Vai, a tua fé te salvou." No mesmo instante, ele recuperou a vista e foi seguindo Jesus pelo caminho.

Mc 10,46-52

(imagem da web]

sábado, 24 de outubro de 2009

Renova-me



Aline B.

Renova-me Senhor Jesus
Já não quero ser igual
Renova-me Senhor Jesus
Põe em mim teu coração
Porque tudo o que há dentro de mim
Necessita ser mudado Senhor
Porque tudo o que há dentro do meu coração
Necessita mais de ti

Renova-me Senhor Jesus
Já não quero ser igual
Renova-me Senhor Jesus
Põe em mim teu coração
Porque tudo o que há dentro de mim
Necessita ser mudado Senhor
Porque tudo o que há dentro do meu coração
Necessita mais de ti

Porque tudo o que há dentro de mim
Necessita ser mudado Senhor
Porque tudo o que há dentro do meu coração
Necessita mais de ti
Necessita mais de ti
Necessita mais de ti

[imagem reflejosdeluz.net]

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Onde encontrar auxílio, quando...



Agradecido
Salmo 100
I Tess 5:18
Heb 13:15
Amargurado ou crítico
I Cor 13
Angustiado
Salmo 51
Mat 5:4
João 14
II Cor 1:3,4
I Tess 4:13-18
Ansioso
Salmo 46
Mat 6:19-34
Fil 4:6
I Pedro 5:6,7
Ausentando-se do lar
Salmo 121
Mat 10:16-20
Cansado
Salmo 90
Mat 11:28-30
I Cor 15:58
Gal 6:9,10
Contrito
Salmo 4
Salmo 42
Lucas 11:1-13
João 17
I João 5:14,15
Deprimido / ameaçado de infortúnio
Salmo 34
Salmo 91
Salmo 118:5,6
Lucas 8:22-25
Desencorajado
Salmo 23
Salmo 55:22
Mat 5:11,12
II Cor 4:8-18
Fil 4:4-7
Desviado
Salmo 51
I João 1:4-9
Em dificuldades
Salmo 16
Salmo 31
João 14:1-4
Heb 7:25
Em dúvida
Mat 8:26
Heb 11
Enfermo ou na dor
Salmo 38
Tiago 5:14-15
Rom 8:28,38-39
II Cor 12:9-10
Enfrentando crise
Salmo 121
Mat 6:25-34
Heb 4:16
Falta a fé
Salmo 42:5
Heb 11
Faltam os amigos
Salmo 41:9-13
Lucas 17:3,4
Rom 12:14-17,19,21
II Tim 4:16-18
Necessitando orientação
Salmo 32:8
Necessitando paz
João 14:1-4
João 16:33
Rom 5:1-5
Fil 4:6,7
Necessitando proteção de Deus
Salmo 27:1-6
Salmo 91
Fil 4:19
Necessitando regras para viver
Rom 12
Preocupado
Mat 6:19-34
I Pedro 5:6,7
Necessitando proteção
Salmo 18:1-3
Salmo 34:7
Receoso
Salmo 34:4
Mat 10:28
II Tim 1:7
Heb 13:5,6
Solitário
Salmo 23
Heb 13:5,6
Tentado
Salmo 1
Salmo 139:23,24
Mat 26:41
I Cor 10:12-14
Fil 4:8
Tiago 4:7
II Pedro 2:9
II Pedro 3:17
Triste
Mat 5:4
II Cor 1:3,4
Vencido
Salmo 6
Rom 8:31-39
I João 1:4-9
Viajando
Salmo 121

[imagem da web]

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Cura espiritual



"... conta-se por toda parte como abandonastes os ídolos e vos convertestes a Deus, para servirdes ao Deus vivo e verdadeiro, e aguardastes dos céus seu Filho que Deus ressuscitou dos mortos, Jesus, que nos liberta" (I Tes 1,9-10)

Senhor Jesus, eu quero me prostrar diante da maior prova do Teu amor por mim: a Tua cruz redentora.
Reconheço todo meu pecado que pesou sobre o Teu corpo, fazendo com que Teu Sangue jorrasse para o perdão destes mesmos pecados.
Eu agora os apresento a Ti, arrependo-me deles.
Ó Jesus, eu Te peço: perdoa-me por todo mal instalado no meu coração, toda raiz de ódio, inveja, gula, julgamento, maledicência, mentira, egoísmo, orgulho, vaidade, vícios e desregramentos, preguiça, avareza, sensualidade, soberba, impaciência...
Eu me arrependo também de toda infidelidade a Ti, das vezes que busquei a solução para os meus problemas, em lugares onde não te professavam como único Deus, Senhor e Salvador.
Senhor, eu reconheço toda a minha fraqueza e Te peço agora: dá-me a força do Teu Espírito, para que eu não volte mais a pecar.
Liberta-me espiritualmente de todos os laços que me prendem ao mal, para que eu caminhe em santidade e possa contemplar um dia Tua face.
Jesus, tem piedade de mim!
Obrigado, Senhor, pelo Teu perdão.
Obrigado pelo Teu infinito amor.
Obrigado pelo Teu Espírito Santo.

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

[imagem da web]

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Reverência e piedade



"Sirvamos a Deus, alegremente, com reverência e piedade." - Paulo. (HEBREUS, 12:28.)

"Sirvamos a Deus, alegremente" - solicita o apóstolo - , mas não se esquece de acentuar a maneira pela qual nos compete servi-Lo.
Não poderíamos estender a tristeza nas tarefas do bem.
Todos os elementos da Natureza obedecem às Leis do Senhor, revelando alegria.
Brilha a constelação dentro da noite.
O Sol transborda calor e luz.
Cobre-se a Terra de flor e verdura.
Tem a fonte uma cantiga peculiar.
Entoa o pássaro melodias de louvor.
Não seria justo, pois, trazer, ao serviço que o Mestre nos designa, o pessimismo e a amargura.
O contentamento de ajudar é um dos sinais de nossa fé. Entretanto, é necessário que a nossa alegria não se desmande em excessos.
Nem ruído inadequado, nem conceitos impróprios.
Nem palavras menos dignas, nem gargalhadas que poderiam apenas sugerir sarcasmo e desprezo.
Sirvamos alegremente, com reverência e piedade.
Reverência para com o Senhor e piedade para com o próximo.
Não podes pessoalizar o Todo-Misericordioso para agradá-Lo, mas podemos servi-Lo diariamente na pessoa dos nossos irmãos de luta.
Conduzamos, assim, o carro de nosso trabalho sobre os trilhos do respeito e da caridade e encontraremos em nosso favor, a alegria que nunca se extingue.
Emmanuel / Chico Xavier

[imagem da web]

terça-feira, 20 de outubro de 2009

O diálogo dos potes



Havia dois grandes e belos potes que, num canto do quintal, falavam entre si:
- Ah que tédio! Viver aqui, exposto a tudo: sol, vento, chuva, calor... Por mais que eu me proteja, como sobreviverei? Aqui estou, perfeitamente tapado, lacrado para proteger-me e ainda assim sinto-me ameaçado, vazio. Não vejo graça em estar aqui.
Tranqüilamente, com amor e humildade retruca o outro pote:
- Veja, me encontro aqui, aberto, nada me protege a boca, ou melhor, o meu interior. Cai a chuva, eu a recebo. Vem o vento, eu o sinto bem dentro de mim. Vem o sol e me leva as gotinhas que retornam para o céu. Vem o novo e eu me torno o sujeito com e ao lado dos outros. E nem por isso me sinto ameaçado...
- Ora, grandes vantagens! Seu interior não guarda mais a cor original como o meu, sua cor é cada vez mais diferente. Você não é mais o mesmo!
- Sim! E isso me alegra! O meu interior se transforma a cada dia à medida que novas coisas me penetram. Posso sentir cada criatura que me visita e cada uma delas deixa algo de si para mim, assim como deixo para elas, pouco a pouco, minha cor.
- É, mas você não tem mais paz. A todo instante você é solicitado. Carregam você todo dia para levar água, ao passo que eu permaneço em meu lugar. Ninguém me incomoda quando se aproxima, já sei que é você que eles querem.
- Sim, se solicitam é porque tenho algo a dar e o que doo não é diferente do que você pode dar. Deixo-me encher pela água que cai da chuva, tanto sobre mim quanto sobre você. Encho-me até transbordar. Outros seres precisam desta água e eu os sirvo. Me esvazio e me deixo encher de novo. Assim minha vida é um constante dar e receber. Enquanto isso, me desinstalo, saio do meu pequeno mundo e vou ao encontro de outros mundos. Já conheci potes diversos, animais, pessoas, tantas coisas e seres! E cada um me fez perceber ainda mais o pote que sou.
- Não sei... se continuar assim, brevemente serás um pote quebrado, gasto e, então, do que adiantará tudo isso?
- Creio que se me desgasto a cada dia é para ser possível a vida a outros seres. Vejo que o mais importante não é ser um pote intacto, tal como fui feito, mas um pote de valor como estou me tornando.... Se vou durar pouco tempo, se o pouco que viver tiver sentido, se me trouxer alegrias e me fizer sentir cada vez mais o que é um pote, isso me basta...
Já era tarde, o sol havia se escondido quando os dois se cansaram de falar. O pote aberto, sentindo-se cansado, logo adormeceu, o que não foi possível para o outro pote, que não conseguia dormir, pois algumas palavras ditas pelo companheiro lhe vinham à mente e não deixavam em paz:
- Participar; despojar-se; transformar o interior; paz; esvaziar-se; deixar algo de si; ser pote; deixar encher; pequeno mundo; desinstalar- se; trabalhar em equipe; escutar mais do que falar; amar; encorajar; avaliar; construir coletivamente; semear; ser feliz.
Na manha seguinte, um pote acordava, o outro dormia, porque fora o grande o seu esforço durante a noite para retirar a tampa que o acompanhava há tanto tempo.

[imagem da web]

domingo, 18 de outubro de 2009

O Tempo



Thereza di Buriasco

Faz bastante tempo que estamos juntos... ainda não nos conhecemos muito bem, mas já da para se ter uma idéia, não é? Meu pai dizia que para conhecer bem um pessoa é preciso comer um saco de sal junto. Naquele tempo o saco era de 60 quilos, era preciso muito tempo mesmo. Aprendi valorizar o meu tempo. Tenho sempre agendados meus atendimentos, mas não gosto de fazer planos ou programar o que quer que seja com antecedência. Quando me perguntam: o que vai fazer no fim de semana? Respondo: não sei se estarei viva até lá. Valorizo todo o tempo, o de trabalhar o de descansar, o de enviar e-mails, o de conversar... sigo o Eclesiastes 3:

Tudo tem seu tempo determinado e tudo tem seu propósito sob a face da terra:
Tempo de nascer e tempo de morrer
Tempo de plantar e tempo de colher
Tempo de construir e tempo de demolir
Tempo de chorar e tempo de rir
Tempo de espalhar pedras e tempo de juntar pedras
Tempo de abraçar e tempo de se afastar dos abraços
Tempo de buscar e tempo de perder
Tempo de guardar e tempo de jogar fora
Tempo de rasgar e tempo de coser
Tempo de estar calado e tempo de falar
Tempo de amar e tempo de aborrecer
Tempo de abraçar e tempo de se afastar dos abraços
Tempo de guerra e tempo de paz.


Não se deve dizer a um jovem: espera! Porque ele não tem noção do tempo, acredita que esperar significa demora. Também não se pode dizer a um velho: espera! porque ele tem noção do tempo, sabe que é pouco!
“Seu” Ari - o mundo perfeito!
Seu Ari é meu velho jardineiro, um sábio. Estávamos vendo o serviço terminado e ele encostado no muro me disse:
- Aqui é tão bonito, a gente vê as montanhas, as árvores com suas flores, tanto verde, tanto passarinho. Deus fez o mundo perfeito, só errou quando criou o homem, se fosse só bicho e mato, tava tudo bem direitinho.
Também penso que os bichos são mais sábios que nós. Por inúmeras razões e principalmente porque não se misturam. Boi anda com boi, carneiro com carneiro, cachorro com cachorro. Bicho só anda todo misturado nos desenhos animados... Nós deveríamos imitá-los e só caminhar com quem temos afinidades. Pode ser branco, preto, amarelo, verde, azul, importante é falar a mesma língua, mesmo que o idioma seja diferente. Podemos interagir com todos, mas conviver... é outro papo! O bonito de conhecer pessoas é que a diferença traz maior conhecimento, isto não implica em convivência diária. Conviver é uma arte e exige muito querer bem e muita vontade além de grande paciência. Entender isto também requer muito tempo...

Algumas vezes é preciso reler e repensar...

[imagem da web]

sábado, 17 de outubro de 2009

Novena Nossa Senhora das Dores



A Coroa de Nossa Senhora das Dores teve início na Itália em 1617, por iniciativa da Ordem dos Servos de Maria, assim como a Missa de Nossa Senhora das Dores, que hoje é celebrada em toda a Igreja no dia 15 de setembro. A Coroa é um dos frutos do carisma mariano da Ordem, cultivado desde 1233, ano de sua fundação. A Coroa surgiu inicialmente como alimento da piedade mariana dos leigos reunidos em grupos chamados Ordem Terceira. A Coroa das Dores teve sempre a aprovação dos Papas.

Início:
D- Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
R- Amém!
D- Nós vos louvamos, Senhor, e vos bendizemos!
R- Porque associastes a Virgem Maria à obra da salvação.
D- Nós contemplamos vossas Dores, ó mãe de Deus!
R- E vos seguimos no caminho da fé!

1ª Dor - Profecia de Simeão
Simeão os abençoou e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser ocasião de queda e elevação de muitos em Israel e sinal de contradição. Quanto a ti, uma espada te transpassará a alma (Lc 2,34-35).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

2ª Dor - Fuga para o Egito
O anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse: Levanta, toma o menino e a mãe, foge para o Egito e fica lá até que te avise. Pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo. Levantando-se, José tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito (Mt 2,13-14).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

3ª Dor – Maria procura Jesus em Jerusalém
Acabados os dias da festa da Páscoa, quando voltaram, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que os pais o percebessem. Pensando que estivesse na caravana, andaram o caminho de um dia e o procuraram entre parentes e conhecidos. E, não o achando, voltaram a Jerusalém à procura dele (Lc 2,43b-45).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

4ª Dor – Jesus encontra a Sua Mãe no caminho do Calvário
Ao conduzir Jesus, lançaram mão de um certo Simão de Cirene, que vinha do campo, e o encarregaram de levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o grande multidão de povo e de mulheres que batiam no peito e o lamentavam (Lc 23,26-27).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

5ª Dor – Maria ao pé da Cruz de Jesus
Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Vendo a Mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse Jesus para a mãe: Mulher, eis aí o teu filho! Depois disse para o discípulo: Eis aí a tua Mãe! (Jo 19,15-27a).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

6ª Dor – Maria recebe Jesus descido da Cruz
Chegada a tarde, porque era o dia da Preparação, isto é, a véspera de sábado, veio José de Arimatéia, entrou decidido na casa de Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Pilatos, então, deu o cadáver a José, que retirou o corpo da cruz (Mc 15,42).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

7ª Dor – Maria deposita Jesus no Sepulcro
Os discípulos tiraram o corpo de Jesus e envolveram em faixas de linho com aromas, conforme é o costume de sepultar dos judeus. Havia perto do local, onde fora crucificado, um jardim, e no jardim um sepulcro novo onde ninguém ainda fora depositado. Foi ali que puseram Jesus (Jo 19,40-42a).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

[imagem da web]

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Isaías 55:10-11



Tal como a chuva e a neve caem do céu e para lá não volvem sem ter regado a terra, sem a ter fecundado, e feito germinar as plantas, sem dar o grão a semear e o pão a comer,
assim acontece à palavra que minha boca profere: não volta sem ter produzido seu efeito, sem ter executado minha vontade e cumprido sua missão.
Is 55:10-11

[imagem da web]

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Quem nos vê



Conta-se que, certa vez, um agricultor cujos campos não produziam, optou por roubar trigo dos seus vizinhos.
Imaginou que se retirasse um pouco de trigo de cada campo, ninguém haveria de perceber. E ele teria com que se alimentar e à família.
Quando a noite chegou, tomou da filha, uma menina de 10 anos e foi ao campo de trigo do vizinho mais próximo.
- Filha, – ele sussurrou – você fica de guarda. Se enxergar alguém, me avise logo.
Mal iniciara a colheita, ouviu a garota gritar:
- Papai, alguém está vendo você!
Assustado, ele olhou ao redor. Não viu ninguém. Amarrou rapidamente o trigo que recolhera e foi para o segundo campo.
Logo a criança tornou a gritar:
- Papai, alguém está vendo você!
Ele parou. Não havia ninguém à vista. Amarrou o trigo roubado e rumou para o terceiro campo.
De imediato, a menina gritou:
- Papai, alguém está vendo você!
Irritado, ele foi para junto da filha e falou:
- Por que você fica dizendo que alguém está me vendo? Não há ninguém por perto. Ninguém nos vê.
Num murmúrio, como se temesse ser ouvida por mais alguém, a menina disse:
- Há sim, papai. Deus está vendo o que você faz. Ele tudo vê. Não importa seja noite escura, sem lua. Não importa que você faça escondido. Ele vê.

“... embora possamos passar impunes pelas leis dos homens, a Divina Justiça tudo vê e anota.
Um dia, de consciência desperta, haveremos de responder perante a Lei Maior por tudo o que de errado fizemos.
E a justiça da Lei determina que seja dado a cada um conforme as próprias obras...”


[imagem da web]

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Preocupações



Não se aflija por antecipação, porquanto é possível que a vida resolva o seu problema, ainda hoje, sem qualquer esforço de sua parte.
Não é a preocupação que aniquila a pessoa e sim a preocupação em virtude da preocupação.
Antes das suas dificuldades de agora, você já faceou inúmeras outras e já se livrou de todas elas, com o auxílio invisível de Deus.
Uma pessoa ocupada em servir nunca dispõe de tempo para comentar injúria ou ingratidão.
Disse um notável filósofo: "uma criatura irritada está sempre cheia de veneno", e podemos acrescentar: "e de enfermidade também".
Trabalhe antes, durante e depois de qualquer crise e o trabalho garantirá sua paz.
Conte as bênçãos que lhe enriquecem a vida, em anotando os males que porventura lhe visitem o coração, para reconhecer o saldo imenso de vantagens a seu favor.
Geralmente, o mal é o bem mal-interpretado.
Em qualquer fracasso, compreenda que se você pode trabalhar, pode igualmente servir, e quem pode servir carrega consigo um tesouro nas mãos.
Por maior lhe seja o fardo do sofrimento, lembre-se de que Deus, que aguentou com você ontem, aguentará também hoje.

André Luiz

[imagem da web]

Oração dos que sofrem



Meu Deus, deponho a Vossos pés o meu fardo de sofrimentos, de tristezas, de renúncias; ofereço tudo pelo coração de Jesus e peço ao Vosso amor que transforme estas provas em alegria e santidade para os que amo, em graça para as almas, em dons preciosos para Vossa Igreja.
Neste abismo de abatimento físico, de desgostos e cansaço moral, de trevas, deixai passar um raio de Vossa triunfante claridade!
Ou melhor, porque as trevas de Getsêmani e do Calvário são fecundas, fazei que todo este mal sirva para o bem de todos.
Ajudai-me a ocultar o despojamento interior e a pobreza espiritual sob a riqueza do sorriso e sob os esplendores da caridade.
Quando a cruz se tornar mais pesada, ponde a Vossa doce mão sob o fardo que Vós mesmo permitistes sobre meu corpo doloroso.
Senhor, eu Vos adoro e ainda sou e serei sempre o Vosso devedor, porque, como divino contrapeso aos meus sofrimentos, Vós me dais a Eucaristia do céu.
Aleluia!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Oração ao Eterno Pai



Primeira meditação:
Eterno Divino Pai, humildemente prostrados diante da Vossa Divina Majestade, nós Vos oferecemos as cruciantes dores que sofreu o Coração de Jesus, pela separação de sua querida Mãe, quando se retirou por quarenta dias ao deserto; a fim de que todos aqueles que deixam o mundo e os pais para corresponder ao chamado divino, alcance de Vós a força para vencer toda separação e suportar tudo com santa paciência.
Rezar: 10 Pai-nossos

Segunda meditação:
Eterno Divino Pai, humildemente prostrados diante da Vossa Divina Majestade, nós Vos oferecemos todo o grande sofrimento do Corpo de Jesus, causado pelo extenuante jejum de quarenta dias e quarenta noites, para reparar todos os pecados de gula e de intemperança, que muitas vezes cometemos ao satisfazermos as exigências de nosso mísero corpo.
Rezar: 10 Pai-nossos

Terceira meditação:
Eterno Divino Pai, humildemente prostrados diante da Vossa Divina Majestade, nós Vos oferecemos todas as múltiplas e dolorosas provações e mortificações, a que voluntariamente se submeteu Jesus nos quarenta dias de jejum no deserto, para reparar o espírito de destruição e desonestidade, e também para que almas generosas suportem com paciência as provações, e abracem de boa vontade a cruz que Nosso Senhor lhes mandar.
Rezar: 10 Pai-nossos

Quarta meditação:
Eterno Divino Pai, humildemente prostrados diante da Vossa Divina Majestade, nós Vos oferecemos as cruciantes dores que sofreu o Coração de Jesus, durante as quarenta noites de jejum no deserto, prevendo que, não obstante o seu jejum e os seus grandes sofrimentos, a maior parte dos homens se entregaria à intemperança e aos prazeres dos sentidos. Nós Vos oferecemos estes grandes sofrimentos, para que todos nos arrependamos dos nossos pecados e imitemos a Jesus, na Sua vida de pobreza, na mortificação e na temperança.
Rezar: 10 Pai-nossos, Ave-Maria e Glória ao Pai.

[imagem da web]

Glorificando o Santo Nome



O professor contou, em aula, que, no princípio da vida na Terra, quando os minerais, as plantas e os animais souberam que era necessário santificar o nome de Deus, houve da parte de quase todos um grande movimento de atenção.
Certas pedras começaram a produzir diamantes e outras revelaram ouro e gemas preciosas.
As árvores mais nobres começaram a dar frutos.
O algodoeiro inventou alvos fios para a vestimenta do homem.
A roseira cobriu-se de flores.
A grama, como não conseguia crescer, alastrou-se pelo chão, enfeitando a Terra.
A vaca passou a fornecer leite.
A galinha, para a alegria de todos, começou a oferecer ovos.
O carneiro iniciou a criação de lã.
A abelha passou a fazer mel.
E até o bicho-da-seda, que parece tão feio, para santificar o nome de Deus fabricou fios lindos, com os quais possuímos um dos mais valiosos tecidos que o mundo conhece.
Nesse ponto da lição, como o instrutor fizera uma pausa, Pedrinho perguntou:
- Professor, e que fazem os homens para isso?
O orientador da escola pensou um pouco respondeu:
- Nem todos os homens aprendem rapidamente as lições da vida, mas aqueles que procuram a verdade sabem que a nossa Inteligência deve glorificar a Eterna Sabedoria, cultivando o bem e fugindo ao mal. As pessoas que se consagram às tarefas da fraternidade, compreendendo os semelhantes e auxiliando a todos, são as almas acordadas para a luz e que louvam realmente o nome de nosso Pai Celeste.
E, concluindo, afirmou:
- O Senhor deseja a felicidade de todos e, por isso, todos aqueles que colaboram pelo bem-estar dos outros são os que santificam na Terra a sua Divina Bondade.
Meimei

[imagem da web]

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Nossa Senhora Aparecida



"Disse, então, sua mãe aos serventes: Fazei o que ele vos disser." (Jo 2:5). E a água foi transformada em vinho.
Com este sinal, Jesus revela a proximidade de Deus que compartilha das situações do povo. A imagem de Nossa Senhora Aparecida nos quer recordar o amor de Deus e de Maria presente em cada situação em que nos encontramos. É a certeza de que, se nos faltar o vinho do amor, da misericórdia e da justiça, Maria pedirá a Jesus por nós -"Eles não têm mais vinho" -, e nos convidará a fazer o que Ele disser.

Ir. Jailda Rocha Caetité, CFA (Petrópolis/RJ)
Fonte: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus


[imagem da web]

Viva a Mãe de Deus e nossa



Viva a Mãe de Deus e nossa,
sem pecado concebida!
Viva a Virgem Imaculada,
a Senhora Aparecida!


Aqui estão vossos devotos,
cheios de fé incendida,
de conforto e de esperança,
ó Senhora Aparecida!

No Calvário junto à cruz,
com a alma de dor ferida,
Jesus vos fez nossa Mãe,
ó Senhora Aparecida!

Protegei a Santa Igreja,
Mãe terna e compadecida.
Protegei a nossa Pátria,
ó Senhora Aparecida!

[imagem da web]

domingo, 11 de outubro de 2009

Oração Proferida nos Jogos da Boa Vontade - PNE



Oração Proferida nos Jogos da Boa Vontade, realizados em Seatle, 1999:

“Bem-aventurados os que compreendem o meu estranho
passo a caminhar e minhas mãos atrofiadas.
Bem-aventurados os que sabem que meus ouvidos têm que se
esforçar para compreender o que ouvem.
Bem-aventurados os que compreendem que, ainda que meus
olhos brilham, minha mente é lenta.
Bem-aventurados os que olham e não vêem a comida que eu
deixo cair fora do meu prato.
Bem-aventurados os que, com um sorriso nos lábios, me
estimulam a tentar mais uma vez.
Bem-aventurados os que, nunca lembram que hoje fiz a
mesma pergunta duas vezes.
Bem-aventurados os que compreendem que me é difícil
converter em palavras os meus pensamentos.
Bem-aventurados os que escutam, pois eu tenho algo a dizer.
Bem-aventurados os que sabem o que sente meu coração
embora não possa expressar.
Bem-aventurados os que me amam como sou, tão somente
como sou e não como eles gostariam que eu fosse .”

[imagem: Tarsila - manacá]

Benção de uma casa



P: O nosso socorro está no Nome † do Senhor.
T: Que fez o céu e a terra.
P: O Senhor esteja convosco.
T: Ele está no meio de nós.

Oremos:
Deus Todo Poderoso, imploramos com fé por esta casa, por seus ocupantes e bens, para que o Senhor os abençoe e santifique, enriquecendo-os por sua bondade de todas as maneiras possíveis.
Derrame sobre eles, Senhor, o orvalho do céu em boa medida, bem como uma abundância de bens terrenos necessários.
Escute com misericórdia suas orações e permita que seus desejos sejam realizados.
Em nossa humilde visita, por favor, de boa vontade abençoe esta casa, como o Senhor de boa vontade abençoou a casa de Abraão, Isaac e Jacó.
Dentro destes muros permita que seus anjos de luz presidam e guardem os que aqui habitam.
Por Cristo, nosso Senhor.
T: Amém.
(a porta de entrada é aspergida com água benta)

sábado, 10 de outubro de 2009

Exemplo da Humildade de Cristo



Filipenses 2, 1-11

Se me é possível, pois, alguma consolação em Cristo, algum caridoso estímulo, alguma comunhão no Espírito, alguma ternura e compaixão completai a minha alegria, permanecendo unidos.
Tende um mesmo amor, uma só alma e os mesmos pensamentos. Nada façais por espírito de partido ou vanglória, mas que a humildade vos ensine a considerar os outros superiores a vós mesmos.
Cada qual tenha em vista não os seus próprios interesses, e sim os dos outros. Dedicai-vos mutuamente a estima que se deve em Cristo Jesus. Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus,mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens.
E, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Senhor.

[imagem da web]

Tales de Mileto



"Quando compreendo que todos estamos aqui desempenhando nossos respectivos papéis e que cada um tem o direito de ser como é, sou capaz de tolerar o comportamento de qualquer indivíduo, por mais provocativo que seja". (Ken O'Donnell).

Um sofista se aproximou de Tales de Mileto, um dos Sete Sábios da Grécia Antiga, e intentou confundi-lo com as perguntas mais difíceis. Porém o Sábio de Mileto esteve à altura da prova porque respondeu a todas as perguntas sem a menor vacilação e assim mesmo com a maior exatidão.

1 - Qual é a coisa mais antiga?
- Deus, porque sempre tem existido.

2 - Qual é a coisa mais formosa?
- O Universo, porque é obra de Deus.

3 - Qual é a maior de todas as coisas?
- O Espaço, porque contém todo o Criador.

4 - Qual é a coisa mais constante?
- A esperança, porque permanece no homem depois que haja perdido todo o mais.

5 - Qual é a melhor de todas as coisas?
- A Virtude, porque sem ela não existe nada de bom.

6 - Qual é a mais rápida de todas as coisas?
- O Pensamento, porque em menos de um minuto pode voar até o final do Universo.

7 - Qual é a mais forte de todas as coisas?
- A Necessidade, porque faz com que o homem enfrente todos os perigos da vida.

8 - Qual é a mais fácil de todas as coisas?
- Dar conselhos.

Porém, quando chegou à nona pergunta, nosso Sábio disse um paradoxo. Deu uma resposta que, estou seguro, não foi jamais entendida pelo mundano interlocutor, e que, para a maioria das pessoas terá um sentido superficial. A pergunta foi esta:

9 - Qual é a mais difícil de todas as coisas?
E o Sábio de Mileto replicou:
- Conhecer a si mesmo.

[imagem da web]

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

A Corrida



Era uma vez uma corrida de sapinhos.
Eles tinham que subir uma grande torre e, atrás havia uma multidão, muita gente que vibrava com eles. Começou a competição. A multidão dizia: "Não vão conseguir, não vão conseguir!"
Os sapinhos iam desistindo um a um, menos um deles que continuava subindo. E a multidão continuava a aclamar: "Vocês não vão conseguir, vocês não vão conseguir."
E os sapinhos iam desistindo, menos um, que subia tranqüilo, sem esforços.
Ao final da competição, todos os sapinhos desistiram, menos aquele. Todos queriam saber o que aconteceu, e quando foram perguntar ao sapinho como ele conseguiu chegar até o fim, descobriram que ele era SURDO.

Dê ouvidos somente a Jesus. Ele é que conduz sua vida e seus passos e o ama eternamente! Seja surdo aos apelos negativos.

[imagem da web]

Siga feliz



Viva em paz com a sua consciência.
Sempre que você se compare com alguém, evite orgulho e desprezo, reconhecendo que em todos os lugares existem criaturas, acima ou abaixo de sua posição.
Consagre-se ao trabalho que abraçou realizando com ele o melhor que você possa, no apoio ao bem comum.
Trate o seu corpo na condição de primoroso instrumento, ao qual se deve a maior atenção no desempenho da própria tarefa.
Ainda que se veja sob graves ofensas, não guarde ressentimento, observando que somos todos, os espíritos em evolução na Terra, suscetíveis de errar.
Cultive sinceridade com bondade para que a franqueza agressiva não lhe estrague belos momentos no mundo.
Procure companhias que lhe possam doar melhoria de espírito e nobreza de sentimentos.
Converse humanizando ou elevando aquilo que se fala.
Não exija da vida aquilo que a vida ainda não lhe deu, mas siga em frente no esforço de merecer a realização dos seus ideais.
E, trabalhando e servindo sempre você obterá prodígios, no tempo, com a bênção de Deus.

André Luiz

[imagem da web]

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

A formiguinha



A formiguinha pega a folha e carrega,
quando uma deixa, a outra leva.
A formiguinha pega a folha e carrega,
quando uma deixa, a outra leva.
Vejam que mistério glorioso:
a formiguinha ensinando ao preguiçoso.
Vejam que mistério glorioso:
a formiguinha ensinando ao preguiçoso
Deus não quer preguiçoso em sua obra.
Deus não quer preguiçoso em sua Obra.
Deus não quer preguiçoso em sua obra
porque senão o tempo sobra.

[imagem da web]

Jeová sabe...



Quando você está cansado e desencorajado por esforços que não deram frutos, Deus sabe o quanto você tentou ...
Quando você chorou por longo tempo, com o coração cheio de angústia, Ele contou suas lágrimas.
Se você sente que sua vida está perdida e que muito tempo também se perdeu, Ele está confortando você ....
Quando você está solitário e seus amigos estão muito ocupados para um simples telefonema, Ele acompanha você ...
Quando você sente que já tentou de tudo e não sabe por onde recomeçar, Ele tem a solução ...
Quando nada mais faz sentido e você se sente frustrado e deprimido, Ele tenta lhe mostrar respostas ....
Se, de repente, tudo lhe parece mais brilhante e você percebe uma luz de esperança, nesse momento Ele soprou nos seus ouvidos .
Quando as coisas vão bem e você tem muito para agradecer, Ele está festejando com você ...
Quando algo lhe traz muita alegria e você se sente refortalecido, Ele está sorrindo para você ...
Quando você tem um propósito a cumprir e um sonho para seguir, Ele abre seus olhos e o chama pelo nome ....
Lembre-se que onde você estiver, seja na tristeza ou na felicidade, mesmo que ninguém mais saiba, com certeza, Jeová sabe ...
"Nosso Deus Jeová não escolhe os mais capacitados, mas capacita os escolhidos"

[imagem da web]

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Ouse...



Conta uma antiga lenda que, na Idade Média, um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.
Na verdade, o autor era pessoa influente do reino e, por isso, desde o primeiro momento procurou-se um "bode expiatório" para acobertar o verdadeiro assassino.
O homem foi levado a julgamento e o resultado seria a forca. Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta historia.
O juiz, que também estava combinado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse sua inocência.
Disse o juiz:
- Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor; vou escrever em um pedaço de papel a palavra INOCENTE e noutro pedaço a palavra CULPADO. Você sorteará um dos papeis e aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidirá seu destino, determinou o juiz.
Sem que o acusado percebesse, o juiz separou os dois papeis, mas em ambos escreveu CULPADO de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance do acusado se livrar da forca. Não havia saída. Não havia alternativas para o pobre homem.
O juiz colocou os dois papeis em uma mesa e mandou o acusado escolher um. O homem pensou alguns segundos e pressentindo a vibração, aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papeis e rapidamente colocou-o na boca e o engoliu.
Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.
- Mas o que você fez ? E agora ? Como vamos saber qual seu veredicto ?
- É muito fácil, respondeu o homem - basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contrário.
Imediatamente o homem foi libertado.

(Desconheço a autoria)

[imagem da web]

Salmo do Rei Davi 27, 1-9



É para vós, Senhor, que ergo meu clamor. Ó meu apoio, não fiqueis surdo à minha voz; não suceda que, vós não me ouvindo, eu me vá unir aos que desceram para o túmulo.
Ouvi a voz de minha súplica quando clamo, quando levanto as mãos para o vosso templo santo.
Não me deixeis perecer com os pecadores e com os que praticam a iniqüidade, que dizem ao próximo palavras de paz, mas guardam a maldade no coração.
Tratai-os de acordo com as suas ações, e conforme a malícia de seus crimes. Retribuí-lhes segundo a obra de suas mãos; dai-lhes o que merecem, pois não atendem às ações do Senhor nem às obras de suas mãos. Que Ele os abata e não os levante.
Bendito seja o Senhor, que ouviu a voz de minha súplica; nele confiou meu coração e fui socorrido.
O Senhor é a minha força e o meu escudo! Por isso meu coração exulta e o louvo com meu cântico.
O Senhor é a força do seu povo, uma fortaleza de salvação para o que lhe é consagrado.
Salvai, Senhor, vosso povo e abençoai a vossa herança; sede seu pastor, levai-o nos braços eternamente.

[imagem da web]

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Oração pedindo a proteção do Senhor



Amabilíssimo Senhor Jesus Cristo, verdadeiro Deus, que do seio do eterno Pai onipotente fostes mandado ao mundo para absolver pecados,remir aflitos,soltar encarcerados, congregar vagabundos, conduzir para sua pátria os peregrinos, compadecei-vos dos verdadeiramente arrependidos; consolai os oprimidos e atribulados; dignai-vos absolver e livrar a mim, criatura vossa, da aflição e tribulação em que me vejo, porque vós recebestes de Deus Pai Todo-Poderoso o gênero humano para o comprardes e, feito homem, prodigiosamente nos comprastes o paraíso com o Vosso preciso sangue, estabelecendo uma inteira paz entre os anjos e os homens.

Assim, pois, dignai-vos, Senhor, introduzir e confirmar uma perfeita concórdia entre mim e os meus inimigos e fazer que sobre mim resplandeça vossa paz, graça e misericórdia, mitigando e extinguindo todo o ódio e furor que contra mim tiveram os meus adversários, como praticastes com Esaú, tirando-lhe toda a aversão que tinha contra seu irmão Jacó.

Estendei, Senhor Jesus Cristo, sobre mim, criatura Vossa, o Vosso braço e a Vossa graça, e dignai-vos livrar-me de todos os que me têm ódio, como livrastes Abraão das mãos dos caldeus; seu filho Isaac da consumação do sacrifício; José, da tirania de seus irmãos; Noé do dilúvio universal; Ló, do incêndio de Sodoma; Moisés e Abraão, vosso servos, e o povo de Israel, do poder do Faraó e da escravidão do Egito; Davi, das mãos de Saul e do gigante Golias; Suzana, do crime e testemunho falso; Judite, do soberbo e impuro Holofernes; Daniel da cova dos leões; os três rapazes, Sidrac, Misac e Abdênago, da fornalha ardente; Jonas, do ventre da baleia; a filha da Cananéia, da vexação do demônio; Adão, da pena do inferno; Pedro, das ondas do mar; e Paulo,das prisões do cárcere.

Oh, pois, amabilíssimo Senhor Jesus Cristo, Filho do Deus Vivo, atendei também a mim, criatura vossa, e vinde com presteza em meu socorro, pela Vossa encarnação, pelo vosso nascimento, pela fome, sede, frio e calor, pelos trabalhos e aflições; pelas salivas e bofetadas; pelos açoites e coroa de espinhos; pelos cravos, fel e vinagre; pela cruel morte que por mim padecestes; pela lança que transpassou o vosso peito; pelas sete palavras que na cruz dissestes, em primeiro lugar a Deus Pai onipotente: “Perdoai-lhes, Senhor, pois não sabem o que fazem”. Depois ao bom ladrão que estava convosco crucificado: “Digo-te, na verdade, que hoje estarás comigo no paraíso.” Depois ao mesmo Pai: “Eli, Eli, lammá sabactáni”, que vem a dizer “Deus meu, Deus meu, por que me desamparastes?” Depois à vossa Mãe: “Mulher, eis aí o teu filho”. Depois ao discípulo: “Eis aí a tua Mãe”, mostrando que cuidáveis dos vossos amigos. Depois dissestes: “Tenho sede”, porque desejáveis a nossa salvação e das almas santas que estavam no limbo. Dissestes depois ao vosso Pai: “Nas vossas mãos encomendo o meu Espírito”. E por último exclamastes, dizendo: “Está consumado”, porque estavam concluídos todos os vossos trabalhos e dores.

Rogo-vos, pois, por todas estas coisas, e pela vossa descida ao limbo, pela vossa ressurreição gloriosa, pelas frequentes consolações que destes aos vossos discípulos, pela vossa admirável ascensão, pela vinda do Espírito Santo, pelo tremendo dia do juízo,como também por todos os benefícios que tenho recebido da vossa bondade.

Vós me criastes do nada, me remistes, me concedestes a vossa santa fé, me fortalecestes contra as tentações do demônio e me prometestes a vida eterna.

Por tudo isso, meu Redentor, meu Senhor Jesus Cristo, humildemente vos peço que agora e sempre me defendais do maligno adversário e de todo o perigo para que, depois da presente vida, mereça gozar na bem-aventurança a vossa divina presença.

Sim, meu Deus e meu Senhor, compadecei-vos de mim, miserável criatura, em todos os dias da minha vida. Ó Deus de Abraão, Deus de Isaac e Deus de Jacó, compadecei-vos de mim, criatura vossa e mandai para meu socorro vosso Santo Miguel Arcanjo, que me guarde e me defenda de todos os meus inimigos carnais e espirituais, visíveis e invisíveis.

E vós, Miguel, Santo arcanjo de Cristo, defendei-me na última batalha, para que não pereça no tremendo juízo. Arcanjo de Cristo, São Miguel, rogo-vos pela graça que merecestes e por Nosso Senhor Jesus Cristo, que me livreis de todo o mal e do último perigo na última hora da morte. São Miguel, São Gabriel, São Rafael e todos os outros anjos e arcanjos de Deus,socorrei esta miserável criatura. Rogo-vos humildemente que me presteis o vosso auxílio, para que nenhum inimigo me possa causar dano,tanto no caminho, como em casa, assim na água como no fogo, ou velando ou dormindo, ou falando ou calando, tanto na vida como na morte.

Eis aqui a cruz † do Senhor; fugi potências inimigas. Venceu o Leão da tribo de Judá, descendente de Davi. Aleluia!

Salvador do mundo salvai-me. Salvador do mundo ajudai-me. Vós que pelo Vosso Sangue e pela Vossa cruz me remistes, salvai-me e defendei-me hoje e em todo o tempo!

AGIOS O THEOS † AGIOS ISCHIROS † AGIOS ATHANATOS † ELEISON IMAS. Deus santo † Deus forte †, Deus imortal †, tende misericórdia de nós! Cruz de Cristo †, salvai-me! Cruz de Cristo †, protegei-me! Cruz de Cristo †, defendei-me! Em nome do Pai †, do Filho † e do Espírito Santo †.
Amém!
Santo Agostinho

[imagem da web]

O elogio da abelha



Grande mosca verde-azul, mostrando envaidecida as asas douradas pelo Sol, penetrou uma sala e encontrou uma abelha humilde a carregar pequena provisão de recursos para elaborar o mel.
A mosca arrogante aproximou-se e falou, vaidosa:
- Onde surges, todos fogem. Não te sentes indesejável? Teu aguilhão é terrível.
- Sim – disse a abelha com desapontamento -, creia que sofro muitíssimo quando sou obrigada a interferir. Minha defesa é, quase sempre, também a minha morte.
- Mas não podes viver com mais distinção e delicadeza? – tornou a mosca – por que ferretoar, a torto e a direito?
- Não minha amiga – esclareceu a interlocutora -, não é bem assim. Não sinto prazer em perturbar. Vivo tão-somente para o trabalho que Deus me confiou, que representa benefício geral. E, quando alguém me impede a execução do dever, inquieto-me e sofro, perdendo, por vezes, a própria vida.
-Creio, porém, que se tivesses modos diferentes... se polisses as asas para que brilhassem à claridade solar, se te vestisses em cores iguais às minhas, talvez não precisasses alarmar a ninguém. Pessoa alguma te recearia a intromissão.
- Ah! Não posso despender muito tempo em tal assunto – alegou a abelha criteriosa. – O serviço não me permite a apresentação exterior muito primorosa, em todas as ocasiões. A produção de mel indispensável ao sustento da nossa colméia, e necessária a muita gente, não me ofereces ensejo a excessivos cuidados comigo mesma.
- Repara! – disse-lhe a mosca, desdenhosa – tuas patas estão em lastimável estado...
- Encontro-me em serviço – explicou-se a operária humildemente.
- Não! não! – protestou a outra – isto é monturo e relaxamento.
E limpando caprichosamente as asas, a mosca recuou e aquietou-se, qual se estivesse em observação.
Nesse instante, duas senhoras e uma criança penetraram o recinto e, notando a presença da abelha que buscava sair ao encontro de companheiras distantes, uma das matronas gritou, nervosa:
- Cuidado! cuidado com a abelha! Fere sem piedade!...
A pequenina trabalhadora alada dirigiu-se para o campo e a mosca soberba a exibir-se, voando despreocupada.
- Que maravilha! – exclamou uma das senhoras.
- Parece uma jóia! – disse a outra.
A mosca preguiçosa planou... planou... e, encaminhando-se para a copa, penetrou o guarda-comida, deitando varejeiras na massa dos pastéis e em pratos diversos que se preparavam para o dia seguinte. Acompanhou a criança, de maneira imperceptível, e pousou-lhe na cabeça, infeccionando certa região que se achava ligeiramente ferida.
Decorridas algumas horas, sobravam preocupações para toda a família. A encantadora mosca verde-azul deixara imundície e enfermidade por onde passara.

Quantas vezes sucede isto mesmo, em plena vida?
Há criaturas simples, operosas e leais, de trato menos agradável, à primeira vista, que, à maneira da abelha, sofrem sarcasmos e desapontamentos por bem cumprir a obrigação que lhes cabe, em favor de todas; e há muita gente de apresentação brilhante, quanto a mosca, e que, depois de seduzir-nos a atenção pela beleza da forma, nos deixa apenas larvas da calúnia, da intriga, da maldade, da revolta e do desespero no pensamento.
Francisco Cândido Xavier


[imagem da web]

domingo, 4 de outubro de 2009

Oração do perdão [2]



Eu entro em comunhão espiritual com você (imaginar a pessoa que deseja perdoar ou que lhe perdoe neste momento).
Sei que Deus criou tudo para a perfeição, se existe alguma imperfeição ela se interpôs temporariamente entre nós.
Eu estou unido a você pela mesma origem de Criação Divina.
Deus me ama e também ama você. Com este amor verdadeiro nós conseguimos extinguir neste momento a causa de nossa discórdia e por isso:
Eu lhe perdôo e você me perdoa;
Eu lhe desejo o bem e você me deseja o bem;
Eu não lhe devo nada e você nada me deve;
Penso em sua felicidade e de sua família e você sente o mesmo em relação a mim;
Não guardo mágoa e você não tem mágoa.
Que toda paz, saúde, felicidade e amor lhe envolva agora, com toda sinceridade e coração, e que toda esta energia volte para mim.
Acaba agora entre nós qualquer sentimento de ódio, de vingança, de rancor e tristeza.
Eu te agradeço (imaginar a pessoa).
Eu te agradeço Senhor.
Muito obrigado.
Eu lhes agradeço Bons Espíritos.
(Repetir:)
Eu lhe perdôo.
Muito obrigado.
Eu lhe perdôo.
Muito obrigado.
Eu lhe perdôo.
Muito obrigado.
Eu lhe perdôo.
Muito obrigado.
Eu lhe perdôo.
Muito obrigado.
Eu lhe perdôo.
Muito obrigado.

(Rinaldo De Santis)

[imagem da web]

Coroa do Espírito Santo



Reza-se antes de cada mistério:
Ó Deus, vinde em nosso auxílio.
Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
Assim como era no princípio, agora e sempre. Amém!


1º Mistério: Vinde, Espírito Santo de Sabedoria, desprendei-nos das coisas da terra e infundi-nos o amor e o gosto pelas coisas do céu.

Repete-se 10 vezes após cada mistério:
Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos Vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso amor, vinde e renovai a face da terra.

Após cada dezena, reza-se:
Ó Maria, que por obra do Espírito Santo concebestes o Salvador, rogai por nós.

2º Mistério: Vinde, Espírito de Entendimento, iluminai a nossa mente com a luz da eterna verdade e enriquecei-a de santos pensamentos.

3º Mistério: Vinde, Espírito de Conselho, fazei-nos dóceis às Vossas inspirações e guiai-nos no caminho da salvação.

4º Mistério: Vinde, Espírito de Fortaleza, dai-nos força, constância e vitória nas batalhas contra nossos inimigos espirituais.

5º Mistério: Vinde, Espírito de Ciência, sede o mestre de nossa alma e ajudai-nos a pôr em prática os Vossos santos ensinamentos.

6º Mistério: Vinde, Espírito de Piedade, vinde morar em nossos corações, tomai conta deles e santificai todos os seus afetos.

7º Mistério: Vinde, Espírito de Santo Temor de Deus, reinai em nossa vontade e fazei que estejamos sempre dispostos a tudo sofrer antes que vos ofender.

[imagem da web]

sábado, 3 de outubro de 2009

Um fundamento sólido



"Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo." (1 Cor 3.11).

Ninguém, jamais, conseguirá galgar qualquer altura do ponto de vista físico e muito menos no sentido espiritual, sem que antes possa contar com uma base sólida e firme, na qual consiga manter-se apoiado para, então, alcançar a altura desejada. No dizer de Paulo – o apóstolo – Jesus Cristo representa essa base única e insubstituível, na qual firmados poderemos subir, crescer até atingir a "estatura de varão perfeito".
Há muitos anos passados a professora Sônia trabalhava com adultos e crianças de uma vasta região, orientando-os a respeito de Deus e da sua vontade em relação ao ser que Ele mesmo criou. Certa ocasião, quando de visita a um grupo que morava numa fazenda, ela se hospedou com uma daquelas famílias no decorrer da semana, que ali permaneceu. Foi muito bem recebida e os seus anfitriões procuraram instalá-la da melhor maneira possível. A fim de se refazer do cansaço tão próprio de uma viagem longa, ela desejou, como é natural, tomar um bom banho. Discretamente, procurou descobrir o lugar para isto destinado. Finalmente, alguém lhe falou que ali não dispunham de instalações apropriadas como chuveiro, banheiras e nem mesmo uma torneira, mas que havia na casa um amplo depósito, onde ela poderia sentir-se à vontade para um banho de bacia. Prontamente, acolheu a orientação e, com a água morninha já na bacia à sua espera, Sônia rumou para o depósito, levando nas mãos tudo o que precisaria. Ali chegando, ela tentou descobrir um lugar onde pudesse pendurar suas roupas. O local era meio sombrio, mas pôde avistar um prego disponível numa das paredes. Notou que ele ficava bem no alto, porém, para a sua alegria, constatou que embaixo, bem na direção do prego, estava uma pedra na qual poderia subir e, sem dificuldade, pendurar a roupa.
Subiu, deixando uma das mãos livres para o desempenho da tarefa proposta. Mas, que coisa estranha!!! A pedra pôs-se a murchar, a diminuir, enquanto emitia um som esquisito...
Sentindo-se totalmente arrepiada, Sônia pulou imediatamente para o chão, deixando espalhar seus pertences por todos os lados-- sabonete, escova, pasta, roupa... cada um tomando u ma direção, enquanto ela trêmula, tentava se refazer do susto.
Afinal, o que seria aquilo? Era preciso descobrir. Olhou então com firmeza para a suposta pedra e verificou o seu triste engano: aquilo não era nenhuma pedra, porém, um sapo-gigante. Era apenas uma falsa base sem solidez, sem profundidade!

Além de um firme e insubstituível fundamento, Jesus Cristo representa também aquele degrau que nos permite subir com segurança e chegar à porta de entrada para a eternidade. Essa porta de acesso às mansões celestiais é também representada por Cristo: "Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, será salvo." (Jo 10.9a).
Pr. Paulo Roberto Barbosa

[imagem da web]

Gratuidade divina



Na gratuidade de calor e luz
Deste dia que amanhece,
Cá dentro só uma prece:
Obrigada, Senhor Jesus!

Sandra Medina Costa

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Santo Anjo da Guarda



Anjo santo, meu conselheiro, inspirai-me.
Anjo santo, meu defensor, protegei-me.
Anjo santo, meu fiel amigo, pedi por mim.
Anjo santo, meu consolador, fortificai-me.
Anjo santo, meu irmão, defendei-me.
Anjo santo, meu mestre, ensinai-me.
Anjo santo, testemunha de todas as minhas aões, purificai-me.
Anjo santo, meu auxiliar, amparai-me.
Anjo santo, meu intercessor, falai por mim.
Anjo santo, meu guia, dirigi-me.
Anjo santo, minha luz, iluminai-me.
Anjo santo, a quem Deus encarregou de conduzir-me, governai-me.

Santo Anjo do Senhor,
meu zeloso guardador,
se a ti me confiou
a piedade divina,
sempre me rege, guarda, governa e ilumina.
Amém.

[imagem da web]

Águas sagradas



Ezequiel 47, 1-9

Conduziu-me então à entrada do templo. Eis que águas jorravam de sob o limiar do edifício, em direção ao oriente (porque a fachada do templo olhava para o oriente). Essa água escorria por baixo do lado direito do templo, ao sul do altar.
Fez-me sair pela porta do norte e contornar o templo do lado de fora até o pórtico exterior oriental; eu vi a água brotar do lado sul.
O homem foi para o oriente com uma corda na mão: mediu mil côvados; a seguir fez-me passar na água, que me chegou até os tornozelos. Mediu ainda mil côvados e me fez atravessar a água, que me subiu até os joelhos.
Mediu de novo mil côvados e fez-me atravessar a água, que me subiu até os quadris.
Mediu, enfim, mil côvados; e era uma torrente que eu não podia atravessar, de tal modo as águas tinham crescido! E era preciso nadar, era um curso de água que não se podia passar (a vau).
Viste, filho do homem? - falou-me, e me levou ao outro lado da torrente.
Ora, retornando, avistei nas duas margens da torrente uma grande quantidade de árvores.
Essas águas, disse-me ele, dirigem-se para a parte oriental, elas descem à planície do Jordão; elas se lançarão no mar, de sorte que suas águas se tornarão mais saudáveis.
Em toda parte aonde chegar a corrente, todo animal que se move na água poderá viver, e haverá lá grande quantidade de peixes. Tudo o que essa água atingir se tornará são e saudável e em toda parte aonde chegar a torrente haverá vida.

[imagem da web]

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Oração da mãe que espera um filho



Eu Vos glorifico, Pai celeste, Deus criador, porque fizestes em mim grandes coisas e vai nascer de mim um filho, fruto de um amor que abençoastes.
Jesus, Filho de Deus, que me permitistes adorar-Vos pequenino no presépio, eu Vos ofereço meu filhinho, Vosso irmão. Enriquecei-o com os belos dons da natureza e da graça. Que na terra seja ele nossa alegria, e na eternidade, Vossa glória!
Espírito Santo, cobri-me com Vossa sombra durante estes benditos meses de espera, a fim de que nada possa acontecer de mau ao meu filhinho e que sua alma esteja pronta a tornar-se Vosso santuário pelo batismo.
E vós, Maria, Rainha das Mães, assisti-me, vos peço, na hora do nascimento do meu filho. Aceito, desde já, todos os sofrimentos que vierem e peço-vos que os ofereçais a Deus por meu filho.
Meu santo anjo da guarda, santo anjo da guarda do meu filho, velai sobre nós dois.
Amém.

[imagem da web]

A oração de OUTUBRO



Deus Pai e Mãe de bondade, com teus anjos e santos, com teus mártires e apóstolos e com tua e nossa mãe a Virgem do Rosário, ensina-nos a contemplar o mistério de teu Filho Jesus. Sejamos, pela tua luz, capazes de situar-nos na fé de Maria, caracterizada na humildade do viver e no espírito de serviço em comunhão com todos os sofredores de nosso tempo. Pela intercessão de Nosso Seráfico Pai São Francisco, pequenino vosso servo, a bênção de Deus que nos criou, do Filho que nos redimiu e do Espírito que nos santificou esteja sobre todos os nossos irmãos e irmãs. Assim seja!

Ir. Sônia de Fátima Marani Lunardelli, TCSF.
(Fonte: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus)

[imagem da web]

Postagens mais visitadas