.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

sábado, 31 de janeiro de 2015

Tempo


Vossas necessidades


Salmo 31


De Davi. Hino. Feliz aquele cuja iniquidade foi perdoada, cujo pecado foi absolvido.
Feliz o homem a quem o Senhor não argui de falta, e em cujo coração não há dolo.
Enquanto me conservei calado, mirraram-se-me os ossos, entre contínuos gemidos.
Pois, dia e noite, vossa mão pesava sobre mim; esgotavam-se-me as forças como nos ardores do verão.
Então eu vos confessei o meu pecado, e não mais dissimulei a minha culpa. Disse: Sim, vou confessar ao Senhor a minha iniquidade. E vós perdoastes a pena do meu pecado.
Assim também todo fiel recorrerá a vós, no momento da necessidade. Quando transbordarem muitas águas, elas não chegarão até ele.
Vós sois meu asilo, das angústias me preservareis e me envolvereis na alegria de minha salvação.
Vou te ensinar, dizeis, vou te mostrar o caminho que deves seguir; vou te instruir, fitando em ti os meus olhos:
não queiras ser sem inteligência como o cavalo, como o muar, que só ao freio e à rédea submetem seus ímpetos; de outro modo não se chegam a ti.
São muitos os sofrimentos do ímpio. Mas quem espera no Senhor, sua misericórdia o envolve.
Ó justos, alegrai-vos e regozijai-vos no Senhor. Exultai todos vós, retos de coração.


É o segundo dos salmos penitenciais. Deus perdoa a quem confessa sua culpa, e a confissão dos pecados é sempre benéfica. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Espera no Senhor


Soberania de Deus


Salmo 30


Ao mestre de canto. Salmo de Davi.
Junto de vós, Senhor, me refugio. Não seja eu confundido para sempre; por vossa justiça, livrai-me!
Inclinai para mim vossos ouvidos, apressai-vos em me libertar. Sede para mim uma rocha de refúgio, uma fortaleza bem armada para me salvar.
Pois só vós sois minha rocha e fortaleza: haveis de me guiar e dirigir, por amor de vosso nome.
Vós me livrareis das ciladas que me armaram, porque sois minha defesa.
Em vossas mãos entrego meu espírito; livrai-me, ó Senhor, Deus fiel.
Detestais os que adoram ídolos vãos. Eu, porém, confio no Senhor.
Exultarei e me alegrarei pela vossa compaixão, porque olhastes para minha miséria e ajudastes minha alma angustiada.
Não me entregastes às mãos do inimigo, mas alargastes o caminho sob meus pés.
Tende piedade de mim, Senhor, porque vivo atribulado, de tristeza definham meus olhos, minha alma e minhas entranhas.
Realmente, minha vida se consome em amargura, e meus anos em gemidos. Minhas forças se esgotaram na aflição, mirraram-se os meus ossos.
Tornei-me objeto de opróbrio para todos os inimigos, ludíbrio dos vizinhos e pavor dos conhecidos. Fogem de mim os que me vêem na rua.
Fui esquecido dos corações como um morto, fiquei rejeitado como um vaso partido.
Sim, eu ouvi o vozerio da multidão; em toda parte, o terror! Conspirando contra mim, tramam como me tirar a vida.
Mas eu, Senhor, em vós confio. Digo: Sois vós o meu Deus.
Meu destino está nas vossas mãos. Livrai-me do poder de meus inimigos e perseguidores.
Mostrai semblante sereno ao vosso servo, salvai-me pela vossa misericórdia.
Senhor, não fique eu envergonhado, porque vos invoquei: Confundidos sejam os ímpios e, mudos, lançados na região dos mortos.
Fazei calar os lábios mentirosos que falam contra o justo com insolência, desprezo e arrogância.
Quão grande é, Senhor, vossa bondade, que reservastes para os que vos temem e com que tratais aos que se refugiam em vós, aos olhos de todos.
Sob a proteção de vossa face os defendeis contra as conspirações dos homens. Vós os ocultais em vossa tenda contra as línguas maldizentes.
Bendito seja o Senhor, que usou de maravilhosa bondade, abrigando-me em cidade fortificada.
Eu, porém, tinha dito no meu temor: Fui rejeitado de vossa presença. Mas ouvistes antes o brado de minhas súplicas, quando clamava a vós.
Amai o Senhor todos os seus servos! Ele protege os que lhe são fiéis. Sabe, porém, retribuir, castigando com rigor aos que procedem com soberba.
Animai-vos e sede fortes de coração todos vós, que esperais no Senhor.


Em angústia, o salmista acha-se abandonado até de seus amigos; ele coloca, porém, sua confiança em Deus. Certo de ser atendido, celebra a bondade divina e convida os justos a amarem a Deus. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Soberba e humildade


Nossa Senhora Rainha


Nossa Senhora Rainha,
Doçura de mãe tão minha,
Bendigo a Deus por teu amor.
Ó mãe de Nosso Senhor!

Nesta tarde abençoada,
Rogo-te saúde e paz na lida.
Agradeço por ser amada.
Agradeço por ser ouvida.


Sandra Medina Costa

Selados para a Redenção


Salmo 29


Salmo. Cântico para a dedicação da casa de Deus. De Davi.
Eu vos exaltarei, Senhor, porque me livrastes, não permitistes que exultassem sobre mim meus inimigos.
Senhor, meu Deus, clamei a vós e fui curado.
Senhor, minha alma foi tirada por vós da habitação dos mortos; dentre os que descem para o túmulo, vós me salvastes.
Ó vós, fiéis do Senhor, cantai sua glória, dai graças ao seu santo nome.
Porque a sua indignação dura apenas um momento, enquanto sua benevolência é para toda a vida. Pela tarde, vem o pranto, mas, de manhã, volta a alegria.
Eu, porém, disse, seguro de mim: “Não serei jamais abalado.”
Senhor, foi por favor que me destes honra e poder, mas quando escondestes vossa face fiquei aterrado.
A vós, Senhor, eu clamo, e imploro a misericórdia de meu Deus.
“Que proveito vos resultará de retomar-me a vida, de minha descida ao túmulo? Porventura vos louvará o meu pó? Apregoará ele a vossa fidelidade?
Ouvi-me, Senhor, e tende piedade de mim; Senhor, vinde em minha ajuda.”
Vós convertestes o meu pranto em prazer, tirastes minhas vestes de penitência e me cingistes de alegria.
Assim, minha alma vos louvará sem calar jamais. Senhor, meu Deus, eu vos bendirei eternamente.


Gratidão do salmista que escapou da morte. Ele relata seu pecado de temeridade, sua humilde prece, e agradece pela salvação que lhe foi dada. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Sem arrependimento


Se o propósito for bom


Salmo 28


Salmo de Davi. Tributai ao Senhor, ó filhos de Deus, tributai ao Senhor glória e poder!
Rendei-lhe a glória devida ao seu nome; adorai o Senhor com ornamentos sagrados.
Ouve-se a voz do Senhor sobre as águas! O Deus de grandeza atroou: o Senhor trovejou sobre as águas imensas!
A voz do Senhor faz-se ouvir com poder! A voz do Senhor faz-se ouvir com majestade!
Fendem-se os cedros à voz do Senhor, quebra o Senhor os cedros do Líbano.
Faz saltar o Líbano como um novilho, e o Sarion como um búfalo novo.
A voz do Senhor despede relâmpagos,
A voz do Senhor abala o deserto. O Senhor faz tremer o deserto de Cades.
A voz do Senhor retorce os carvalhos, desnuda as florestas. E em seu templo todos bradam: glória!
O Senhor preside ao dilúvio, o Senhor trona como rei para sempre.
O Senhor há de dar fortaleza ao seu povo! O Senhor abençoará o seu povo, dando-lhe a paz!


Descrição de uma tempestade. “Voz do Senhor” é a expressão consagrada para designar o trovão. Os “filhos de Deus” são os anjos ou os fieis.No final, um magnífico contraste entre o mundo subvertido pela tempestade e a serenidade eterna de Deus. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Minha Mãe


Ave Maria, cheia de graça,
o Senhor é convosco.
Bendita sois vós entre as mulheres,
e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus,
rogai por nós, pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amém!

Purificação


Proteção e vitória


Salmo 27


De Davi. É para vós, Senhor, que ergo meu clamor. Ó meu apoio, não fiqueis surdo à minha voz; não suceda que, vós não me ouvindo, eu me vá unir aos que desceram para o túmulo.
Ouvi a voz de minha súplica quando clamo, quando levanto as mãos para o vosso templo santo.
Não me deixeis perecer com os pecadores e com os que praticam a iniquidade, que dizem ao próximo palavras de paz, mas guardam a maldade no coração.
Tratai-os de acordo com as suas ações, e conforme a malícia de seus crimes. Retribuí-lhes segundo a obra de suas mãos; dai-lhes o que merecem,
pois não atendem às ações do Senhor nem às obras de suas mãos. Que Ele os abata e não os levante.
Bendito seja o Senhor, que ouviu a voz de minha súplica; nele confiou meu coração e fui socorrido.
O Senhor é a minha força e o meu escudo! Por isso meu coração exulta e o louvo com meu cântico.
O Senhor é a força do seu povo, uma fortaleza de salvação para o que lhe é consagrado.
Salvai, Senhor, vosso povo e abençoai a vossa herança; sede seu pastor, levai-o nos braços eternamente.


Dois fragmentos díspares: o primeiro é um apelo à proteção divina contra os adversários; o segundo, ação de graças individual, é uma espécie de canto patriótico. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

Sim às promessas


É só o que precisamos!


Salmo 26


De Davi. O Senhor é minha luz e minha salvação, a quem temerei? O Senhor é o protetor de minha vida, de quem terei medo?
Quando os malvados me atacam para me devorar vivo, são eles, meus adversários e inimigos, que resvalam e caem.
Se todo um exército se acampar contra mim, não temerá meu coração. Se se travar contra mim uma batalha, mesmo assim terei confiança.
Uma só coisa peço ao Senhor e a peço incessantemente: é habitar na casa do Senhor todos os dias de minha vida, para admirar aí a beleza do Senhor e contemplar o seu santuário.
Assim, no dia mau ele me esconderá na sua tenda, ocultar-me-á no recôndito de seu tabernáculo, sobre um rochedo me erguerá.
Mas desde agora ele levanta a minha cabeça acima dos inimigos que me cercam; e oferecerei no tabernáculo sacrifícios de regozijo, com cantos e louvores ao Senhor.
Escutai, Senhor, a voz de minha oração, tende piedade de mim e ouvi-me.
Fala-vos meu coração, minha face vos busca; a vossa face, ó Senhor, eu a procuro.
Não escondais de mim vosso semblante, não afasteis com ira o vosso servo. Vós sois o meu amparo, não me rejeiteis. Nem me abandoneis, ó Deus, meu Salvador.
Se meu pai e minha mãe me abandonarem, o Senhor me acolherá.
Ensinai-me, Senhor, vosso caminho; por causa dos adversários, guiai-me pela senda reta.
Não me abandoneis à mercê dos inimigos, contra mim se ergueram violentos e falsos testemunhos.
Sei que verei os benefícios do Senhor na terra dos vivos!
Espera no Senhor e sê forte! Fortifique-se o teu coração e espera no Senhor!


Poema composto de dois fragmentos díspares: um magnífico canto de confiança, de gratidão e de amor ao templo do Senhor, e uma oração de súplica. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

domingo, 25 de janeiro de 2015

Perdoa


Domínio


Conhecer


Salmo 25


De Davi. Fazei-me justiça, Senhor, pois tenho andado retamente e, confiando em vós, não vacilei.
Sondai-me, Senhor, e provai-me; escrutai meus rins e meu coração.
Tenho sempre diante dos olhos vossa bondade, e caminho na vossa verdade.
Entre os homens iníquos não me assento, nem me associo aos trapaceiros.
Detesto a companhia dos malfeitores, com os ímpios não me junto.
Na inocência lavo as minhas mãos, e conservo-me junto de vosso altar, Senhor,
para publicamente anunciar vossos louvores, e proclamar todas as vossas maravilhas.
Senhor, amo a habitação de vossa casa, e o tabernáculo onde reside a vossa glória.
Não leveis a minha alma com a dos pecadores, nem me tireis a vida com a dos sanguinários,
cujas mãos são criminosas, e cuja destra está cheia de subornos.
Eu, porém, procedo com retidão. Livrai-me e sede-me propício.
Meu pé está firme no caminho reto; nas assembleias, bendirei ao Senhor.


O salmista afirma a sua inocência, penhor da proteção divina; coloca a sua retidão como o único meio de ser atendido. Neste salmo, a confiança é maior do que a humildade. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

sábado, 24 de janeiro de 2015

Seus ombros


Obediência


Salmo 24


De Davi. Para vós, Senhor, elevo a minha alma.
Meu Deus, em vós confio: não seja eu decepcionado! Não escarneçam de mim meus inimigos!
Não, nenhum daqueles que esperam em vós será confundido, mas os pérfidos serão cobertos de vergonha.
Senhor, mostrai-me os vossos caminhos, e ensinai-me as vossas veredas.
Dirigi-me na vossa verdade e ensinai-me, porque sois o Deus de minha salvação e em vós eu espero sempre.
Lembrai-vos, Senhor, de vossas misericórdias e de vossas bondades, que são eternas.
Não vos lembreis dos pecados de minha juventude e dos meus delitos; em nome de vossa misericórdia, lembrai-vos de mim, por causa de vossa bondade, Senhor.
O Senhor é bom e reto, por isso reconduz os extraviados ao caminho reto.
Dirige os humildes na justiça, e lhes ensina a sua via.
Todos os caminhos do Senhor são graça e fidelidade, para aqueles que guardam sua aliança e seus preceitos.
Por amor de vosso nome, Senhor, perdoai meu pecado, por maior que seja.
Que advém ao homem que teme o Senhor? Deus lhe ensina o caminho que deve escolher.
Viverá na felicidade, e sua posteridade possuirá a terra.
O Senhor se torna íntimo dos que o temem, e lhes manifesta a sua aliança.
Meus olhos estão sempre fixos no Senhor, porque ele livrará do laço os meus pés.
Olhai-me e tende piedade de mim, porque estou só e na miséria.
Aliviai as angústias do meu coração, e livrai-me das aflições.
Vede minha miséria e meu sofrimento, e perdoai-me todas as faltas.
Vede meus inimigos, são muitos, e com ódio implacável me perseguem.
Defendei minha alma e livrai-me; não seja confundido eu que em vós me acolhi.
Protejam-me a inocência e a integridade, porque espero em vós, Senhor.
Ó Deus, livrai Israel de todas as suas angústias.


Oração para obter de Deus o perdão das faltas antigas, a fidelidade para com seus mandamentos e a libertação das ciladas que os infiéis armam ao salmista. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

O SIM


O que gera a felicidade


Salmo 23


Salmo de Davi. Do Senhor é a terra e tudo o que ela contém, a órbita terrestre e todos os que nela habitam,
pois ele mesmo a assentou sobre as águas do mar e sobre as águas dos rios a consolidou.
Quem será digno de subir ao monte do Senhor? Ou de permanecer no seu lugar santo?
O que tem as mãos limpas e o coração puro, cujo espírito não busca as vaidades nem perjura para enganar seu próximo.
Este terá a bênção do Senhor, e a recompensa de Deus, seu Salvador.
Tal é a geração dos que o procuram, dos que buscam a face do Deus de Jacó.
Levantai, ó portas, os vossos dintéis! Levantai-vos, ó pórticos antigos, para que entre o Rei da glória!
“Quem é este Rei da glória?” – É o Senhor forte e poderoso, o Senhor poderoso na batalha.
Levantai, ó portas, os vossos dintéis! Levantai-vos, ó pórticos antigos, para que entre o Rei da glória!
“Quem é este Rei da glória?” – É o Senhor dos exércitos! É ele o Rei da glória.


As duas estrofes do poema são díspares. A primeira, pequenino código de moral, é semelhante ao salmo 14; a segunda é um fragmento litúrgico de procissão, semelhante ao salmo 67. Bíblia Sagrada Ave-Maria).

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Vale mais


É grande o amor do nosso Deus para conosco.


É grande o amor do nosso Deus para conosco.

Salmo 22


Salmo de Davi. O Senhor é meu pastor, nada me faltará.
Em verdes prados ele me faz repousar. Conduz-me junto às águas refrescantes,
restaura as forças de minha alma. Pelos caminhos retos ele me leva, por amor do seu nome.
Ainda que eu atravesse o vale escuro, nada temerei, pois estais comigo. Vosso bordão e vosso báculo são o meu amparo.
Preparais para mim a mesa à vista de meus inimigos. Derramais o perfume sobre minha cabeça, e transborda minha taça.
A vossa bondade e misericórdia hão de seguir-me por todos os dias de minha vida. E habitarei na casa do Senhor por longos dias.


Tema de Deus-pastor que cuida com desvelo dos justos. O salmista começa utilizando o simbolismo da ovelha do rebanho, depois o simbolismo do hóspede admitido à mesa do Senhor. Este último pensamento, que visa de modo especial ao festim messiânico, é freqüentemente aplicado à Eucaristia. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Oração à Santa Inês


Ó Deus, que destes à Vossa Santa Igreja, Santa Inês, como exemplo de pureza de vida, ornada de todas as virtudes, fazei que as nossas jovens encontrem nela um modelo de fé e de amor a seguir, servindo somente a Cristo e seu Reino. Por sua vida e por seus méritos, afastai os males da juventude que as rodeia, as drogas, as más companhias, o indiferentismo religioso, e todas as tentações do mal.
Que Santa Inês interceda a Deus por uma juventude sadia, alegre e animada pela vida, cheia de entusiasmo pelas coisas de Deus e de esperança de um Mundo melhor.
Santa Inês, rogai por nós.

Santa Inês


Virgem e mártir, Santa Inês se deixou transformar pelo amor de Deus que é santo. Seu nome vem do grego, que significa pura. Ela pertenceu a uma família romana e, segundo os costumes do seu tempo, foi cuidada por uma aia (uma babá) que só a deixaria após o casamento. Santa Inês tinha cerca de 12 anos quando um pretendente se aproximou dela; segundo a tradição, era filho do prefeito de Roma e estava encantado pela beleza física de Inês. Mas sua beleza principal é aquela que não passa: a comunhão com Deus. De maneira secreta, ela tinha feito uma descoberta vocacional, era chamada a ser uma das virgens consagradas do Senhor; e fez este compromisso. O jovem não sabia e, diante de tantas propostas, ela sempre dizia ‘não’. Até que ele denunciou Inês para as autoridades, porque sob o império de Diocleciano, era correr risco de vida. Quem renunciasse Jesus ficava com a própria vida; caso contrário, se tornava um mártir. Foi o que aconteceu com esta jovem de cerca de 12 ou 13 anos. Tão conhecida e citada pelos santos padres, Santa Inês é modelo de uma pureza à prova de fogo, pois diante das autoridades e do imperador, ela se disse cristã. Eles começaram pelo diálogo, depois as diversas ameaças com fogo e tortura, mas em nada ela renunciava o seu Divino Esposo. Até que pegaram-na e a levaram para um lugar em Roma próprio da prostituição, mas ela deixou claro que Jesus Cristo, seu Divino Esposo, não abandona os seus. De fato, ela não foi manchada pelo pecado. Auxiliada pelo Espírito Santo, com muita sabedoria, ela permaneceu fiel ao seu voto e ao seu compromisso; até que as autoridades, vendo que não podiam vencê-la pela ignorância, mandaram, então, degolar a jovem cristã. Ela perdeu a cabeça, mas não o coração, que ficou para sempre em Cristo. Santa Inês tem uma basílica que foi consagrada a ela no lugar onde foi enterrada.

Santa Inês, rogai por nós!


Fonte: Canção Nova.

Ninguém diga


Não duvide


Ninguém vai à luta ficando parado no canto, murmurando, lamentando-se, duvidando que algo de bom irá acontecer.

Salmo 21


Ao mestre de canto. Segundo a melodia A corça da aurora. Salmo de Davi.
Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes? E permaneceis longe de minhas súplicas e de meus gemidos?
Meu Deus, clamo de dia e não me respondeis; imploro de noite e não me atendeis.
Entretanto, vós habitais em vosso santuário, vós que sois a glória de Israel.
Nossos pais puseram sua confiança em vós, esperaram em vós e os livrastes.
A vós clamaram e foram salvos; confiaram em vós e não foram confundidos.
Eu, porém, sou um verme, não sou homem, o opróbrio de todos e a abjeção da plebe.
Todos os que me vêem zombam de mim; dizem, meneando a cabeça:
Esperou no Senhor, pois que ele o livre, que o salve, se o ama.
Sim, fostes vós que me tirastes das entranhas de minha mãe e, seguro, me fizestes repousar em seu seio.
Eu vos fui entregue desde o meu nascer, desde o ventre de minha mãe vós sois o meu Deus.
Não fiqueis longe de mim, pois estou atribulado; vinde para perto de mim, porque não há quem me ajude.
Cercam-me touros numerosos, rodeiam-me touros de Basã;
contra mim eles abrem suas fauces, como o leão que ruge e arrebata.
Derramo-me como água, todos os meus ossos se desconjuntam; meu coração tornou-se como cera, e derrete-se nas minhas entranhas.
Minha garganta está seca qual barro cozido, pega-se no paladar a minha língua: vós me reduzistes ao pó da morte.
Sim, rodeia-me uma malta de cães, cerca-me um bando de malfeitores. Traspassaram minhas mãos e meus pés:
poderia contar todos os meus ossos. Eles me olham e me observam com alegria,
repartem entre si as minhas vestes, e lançam sorte sobre a minha túnica.
Porém, vós, Senhor, não vos afasteis de mim; ó meu auxílio, bem depressa me ajudai.
Livrai da espada a minha alma, e das garras dos cães a minha vida.
Salvai-me a mim, mísero, das fauces do leão e dos chifres dos búfalos.
Então, anunciarei vosso nome a meus irmãos, e vos louvarei no meio da assembléia.
Vós que temeis o Senhor, louvai-o; vós todos, descendentes de Jacó, aclamai-o; temei-o, todos vós, estirpe de Israel,
porque ele não rejeitou nem desprezou a miséria do infeliz, nem dele desviou a sua face, mas o ouviu, quando lhe suplicava.
De vós procede o meu louvor na grande assembleia, cumprirei meus votos na presença dos que vos temem.
Os pobres comerão e serão saciados; louvarão o Senhor aqueles que o procuram: Vivam para sempre os nossos corações.
Hão de se lembrar do Senhor e a ele se converter todos os povos da terra; e diante dele se prostrarão todas as famílias das nações,
porque a realeza pertence ao Senhor, e ele impera sobre as nações.
Todos os que dormem no seio da terra o adorarão; diante dele se prostrarão os que retornam ao pó.
Para ele viverá a minha alma, há de servi-lo minha descendência. Ela falará do Senhor às gerações futuras e proclamará sua justiça ao povo que vai nascer: Eis o que fez o Senhor.


As duas partes deste salmo dizem respeito ao servo de Javé sofredor e à conversão do mundo, que é a sua obra. Este salmo, e também outros semelhantes, como 30, 68, 87, que não têm contexto explicativo, só podem ser interpretados por aproximação com os raros textos semelhantes dos profetas, sobretudo com os capítulos 52-53 de Isaías. Veem-se aí anunciados os sofrimentos do Messias e seu resultado: a expiação universal e a conversão das nações. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

NERVOSISMO


Queres progredir em teu caminho?
Aprenda a controlar o nervosismo.
A ira desestabiliza tuas ações e te deixa instável.
A raiva te desgasta e bloqueia tua razão.
Tens que tomar uma decisão e estás irritado,
É melhor aguardar um pouco e tranquilizar-te.
Só com os nervos acalmados,
É que podes pensar, refletir e escolher corretamente.
Tua ira pode se refletir em outras pessoas,
Que nenhuma causa tiveram em teu conflito.
Podes magoar alguém seriamente,
E perder a estima de quem amas.
Quantas vezes, em momentos de calmaria,
Arrependeu-se de tuas palavras e atitudes,
Quando foste capturado pela cólera?
E pensou: “Se calmo estivesse, não faria aquilo”.
Ao perder a cabeça em brados descontrolados,
Não ouves a ti mesmo no que é mais essencial.
Acalma-te, antes de tudo,
Para encontrares uma saída.
O barco revolto por feroz tempestade,
Machuca os tripulantes, não atinge a meta.
E pode afundar de tanto remexer-se.
Quando a bonança reina no oceano sem ondas,
Seu interior fica mais visível.
Pacifica o turbilhão de tuas emoções,
Antes de seguir teu caminho.
Pessoas irritadiças são como arqueiros desgovernados,
Que saem atirando flechas em tudo e todos,
Sem notar que o alvo da solução sequer foi tocado.
Ao perceber um ente querido tomado pela cólera,
A ação sensata é silenciar…
Permita que ele descarregue a raiva,
E possa, sozinho, ouvir a si mesmo.
Não alimente a raiva com mais raiva,
Não responda ou retalie o raivoso,
Muitas vezes verás no outro um espelho,
De teus próprios defeitos e engodos.
Não te permitas, pois, ser tomado pela ira,
Quebre a corrente de irritação com uma palavra amiga,
Ou com gestos de carinho.
Uma declaração sincera de amor, na hora certa,
É capaz de romper, a toda prova,
Uma grande muralha emocional.
Não se apaga fogo com fogo,
Violência só aumenta a violência.
Deixe a água das emoções sutis,
Suavizar a sanha do fogo trepidante.
Não te ofendas com facilidade,
Não dê poder a quem não tem.
O ofensor só terá importância,
Se tu mesmo a conferes.
Não aceites provocações,
Se alguém lhe dá um presente,
Só ficas com ele se quiser.
Não sabes que pessoas inferiores,
Alimentam-se de tua raiva e mágoa?
Elas se regozijam ao perceber,
Que tu afundas até o nível delas.
Tu controlas tuas emoções, não outros.
Quanto mais alguém está encolerizado e infeliz,
Mais desejará que outros estejam como ele,
Portanto, não sucumba no jogo da raiva e da ofensa.
Tuas reações impensadas podem muito revelar,
Do que guardas em teu íntimo.
Para que nada o abale,
Cultiva, com toda dedicação, a serenidade interior.
A paz de espírito é, sem engano,
O maior patrimônio que podes conquistar na vida.
Viva em paz… e tudo estará perfeitamente pacificado.

Autor: Hugo Lapa

Com tranquilidade


Cuida do coração


Salmo 20


Ao mestre de canto. Salmo de Davi.
Senhor, alegra-se o rei com o vosso poder, e muito exulta com o vosso auxílio!
Realizastes os anseios de seu coração, não rejeitastes a prece de seus lábios.
Com preciosas bênçãos fostes-lhe ao encontro, pusestes-lhe na cabeça coroa de puríssimo ouro.
Ele vos pediu a vida, vós lha concedestes, uma vida cujos dias serão eternos.
Grande é a sua glória, devida à vossa proteção; vós o cobristes de majestade e esplendor.
Sim, fizestes dele o objeto de vossas eternas bênçãos, de alegria o cobristes com a vossa presença,
pois o rei confiou no Senhor. Graças ao Altíssimo não será abalado.
Que tua mão, ó rei, apanhe teus inimigos, que tua mão atinja os que te odeiam.
Tu os tornarás como fornalha ardente, quando apareceres diante deles. Que o Senhor em sua cólera os consuma, e que o fogo os devore.
Faze desaparecer da terra a posteridade deles e a sua descendência dentre os filhos dos homens.
Se intentarem fazer-te mal, tramando algum plano, não o conseguirão,
porque os porás em fuga, dirigindo teu arco contra a face deles.
Erguei-vos, Senhor, em vossa potência! Cantaremos e celebraremos o vosso poder.


Gratidão do povo pelo fato de Deus ter dado ao rei poder, vida e alegria; desejos de vitória. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Maturidade


Mais que vencedores


Salmo 19


Ao mestre de canto. Salmo de Davi.
Que o Senhor te escute no dia da provação, e te proteja o nome do Deus de Jacó.
Do seu santuário ele te socorra, e de Sião ele te sustente.
Lembre-se de tuas ofertas, e aceite os teus sacrifícios.
Conceda-te o que teu coração anela, e realize todos os teus desejos.
Possamos nós alegrar-nos com tua vitória e levantar as bandeiras em nome de nosso Deus. Sim, que o Senhor realize todos os teus pedidos.
Já sei que o Senhor reservou a vitória para seu ungido, e o ouviu do alto de seu santuário pelo poder de seu braço vencedor.
Uns põem sua força nos carros, outros nos cavalos. Nós, porém, a temos em nome do Senhor, nosso Deus.
Eles fraquejaram e foram vencidos, mas nós, de pé, continuamos firmes.
Senhor, dai a vitória ao rei, e ouvi-nos no dia em que vos invocamos.


Oração do povo pelo rei que parte para a guerra; ato de confiança em Deus, de quem, unicamente, depende a vitória e que assistirá o rei. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

domingo, 18 de janeiro de 2015

Louvemos ao Senhor


Jesus há de vir


Salmo 18


Ao mestre de canto. Salmo de Davi.
Narram os céus a glória de Deus, e o firmamento anuncia a obra de suas mãos.
O dia ao outro transmite essa mensagem, e uma noite à outra a repete.
Não é uma língua nem são palavras, cujo sentido não se perceba,
porque por toda a terra se espalha o seu ruído, e até os confins do mundo a sua voz; aí armou Deus para o sol uma tenda.
E este, qual esposo que sai do seu tálamo, exulta, como um gigante, a percorrer seu caminho.
Sai de um extremo do céu, e no outro termina o seu curso; nada se furta ao seu calor.
A lei do Senhor é perfeita, reconforta a alma; a ordem do Senhor é segura, instrui o simples.
Os preceitos do Senhor são retos, deleitam o coração; o mandamento do Senhor é luminoso, esclarece os olhos.
O temor do Senhor é puro, subsiste eternamente; os juízos do Senhor são verdadeiros, todos igualmente justos.
Mais desejáveis que o ouro, que uma barra de ouro fino; mais doces que o mel, que o puro mel dos favos.
Ainda que vosso servo neles atente, guardando-os com todo o cuidado;
quem pode, entretanto, ver as próprias faltas? Purificai-me das que me são ocultas.
Preservai, também, vosso servo do orgulho; não domine ele sobre mim, então serei íntegro e limpo de falta grave.
Aceitai as palavras de meus lábios e os pensamentos de meu coração, na vossa presença, Senhor, minha rocha e meu redentor.


Alegoria sobre as duas luzes dadas por Deus ao mundo: a dos céus e a da lei. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)

Postagens mais visitadas