.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Natividade de Nossa Senhora


“Eis que a Virgem Conceberá…”
Hoje a Igreja celebra a Festa da Natividade de Nossa Senhora. Deste modo, o Evangelho nos traz a Genealogia de Jesus para explicitar a trajetória de José e Maria até o nascimento de Jesus. Assim se cumpriu à promessa de Isaías que se vê realizada em Mateus: “Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho e se chamará Emanuel (Is 7,14)”.
O anjo de Deus aparece a José e lhe dá resposta a seus temores: “Não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. Ela dará luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará seu povo de seus pecados”. Assim como Maria, José também teve de aceitar a mensagem de Deus através do sinal, a voz do anjo que se fez ouvir.
Esse é um fato singular no plano de Deus para a humanidade e para a Igreja. A compreensão de José para com Maria estabeleceu no mundo o triunfo do amor sobre o ódio, da reconciliação sobre o pecado, do bem sobre o mal, e a vitória do Espírito Santo de Deus que perpassa a História.
O nascimento de Nossa Senhora ou a Natividade de Maria é uma festa litúrgica das Igrejas Católica e Anglicana, celebrada no dia 8 de setembro, nove meses após a sua Imaculada Conceição, celebrada em 8 de dezembro. Também é celebrada pelos cristãos sírios em 8 de Setembro e pelos cristãos coptas em 1 Bashans (equivale a 9 de Maio). Na Igreja Ortodoxa, a Festa de Theotokos, é uma das doze grandes festas do ano litúrgico. Para aquelas igrejas que seguem o calendário juliano, acontece em 8 de Setembro; para as do calendário gregoriano, em 21 de setembro.
Foi neste dia que Deus começa a pôr em prática o Seu plano eterno, pois era necessário que se construísse a casa, antes que o Rei descesse para habitá-la. Esta “casa”, que é Maria, foi construída com sete colunas, que são os dons do Espírito Santo.
Deus dá um passo à frente na atuação do Seu eterno desígnio de amor, por isso, a festa de hoje, foi celebrada com louvores magníficos por muitos Santos Padres. Segundo uma antiga tradição os pais de Maria, Joaquim e Ana, não podiam ter filhos, até que em meio às lágrimas, penitências e orações, alcançaram esta graça de Deus.
De fato, Maria nasce, é amamentada e cresce para ser a Mãe do Rei dos séculos, para ser a Mãe de Deus. E por isso comemoramos o dia de sua vinda para este mundo, e não somente o nascimento para o Céu, como é feito com os outros santos.
Sem dúvida, para nós como para todos os patriarcas do Antigo Testamento, o nascimento da Mãe, é razão de júbilo, pois Ela apareceu no mundo: a Aurora que precedeu o Sol da Justiça e Redentor da Humanidade.
Que a exemplo de Maria e José, saibamos aceitar a Graça de Deus que se manifesta nas pequenas coisas de cada dia, nutrida pelo grande amor que Deus tem pela humanidade inteira!
Nossa Senhora, rogai por nós!

Fonte: http://pvfranciscanos.blogspot.com.br/2014/09/natividade-de-nossa-senhora.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas