.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

sábado, 5 de dezembro de 2015

Amigos-irmãos


            Era chegada a hora.
            Há dias esperara com ansiedade a comemoração do seu aniversário. A mãe, como sempre fizera em todos esses anos, preparava a modesta casa com simplicidade e ternura para receber os amigos-irmãos para, juntos, comemorarem o aniversário de seu maior bem – o filho Jesus.
            O menino completava agora 7 anos, e crescia em graça e beleza.
            Envolvida nos preparativos, Maria não percebera a inquietude do filho, seu entra-e-sai na cozinha, à procura do delicioso bolo de chocolate que lhe fora assegurado em meio a uma infinidade de promessas de bom comportamento dias antes.
            Ali estava. Bem ali, ao lado do filtro de barro. O cheiro inconfundível da felicidade atraiu o menino que, sem pestanejar, lançou mão do bolo e esgueirou-se pela porta dos fundos. Foi direto encontrar-se com um grupo de crianças que o aguardavam ansiosas lá no campinho, onde costumavam brincar sempre.
            Eram 4h da tarde e o sol, ainda forte, parecia iluminar com especial esplendor aquele lugar.
            Rapidamente, um deles forrou o chão com uma velha toalha e o bolo ali foi colocado.
            Uma cena rara, de indescritível fascínio e beleza, ali podia ser vista, mas apenas Jesus e as crianças usufruíram daquele mágico momento. Se Maria ali estivesse, certamente teria se emocionado ao ouvir a singela oração que as crianças faziam, com as mãos erguidas sobre seu filho: “Papai do Céu, toma conta de Jesus. Abençoa-o sempre, pois Ele é a nossa luz!”
            ...
            - Filho! Cadê você?
            Ainda saboreando o bolo, pôs-se em retirada, rumo à voz da ternura que o chamava a compartilhar a vida, a alegria, na inocência de criança que tinha uma missão de luz a cumprir no mundo.
            Já há muito habitava entre nós o Filho de Deus...


Sandra Medina Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas