.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

sábado, 19 de dezembro de 2015

Os três homens


É noite.
A despeito da chuva fina que cai, os três homens seguem firmes rumo ao local informado no telefonema anônimo. Buscam uma criança que, segundo os relatos, encontra-se envolta em panos maltrapilhos e chora baixinho num casebre à beira da estrada.
Vez por outra, os homens buscam no alto algum sinal que os confirme estarem no caminho certo. Mas a fina garoa dificulta a visão. Também, seria um milagre ver uma estrela naquele momento! Mas milagres acontecem.
E numa fração de segundos, um deles avista um brilho rápido no céu. A chuva parara. Sorri feliz. Já estavam próximos.
Avistam o casebre e apertam o passo. Trazem consigo leite, roupas secas e limpas, cobertor, o alimento e a promessa de uma noite feliz, de vida nova.
Adentram e se deparam com algo de que jamais esquecerão.
Sobre a tosca cama, uma jovem mãe acalenta seu filho; ao lado, o pai ora.
E os três homens prostram-se em adoração. Percebem, naquele instante, que o milagre da vida ali acontece diante de seus olhos. Veem que verdadeiramente são eles a receberem a promessa de uma noite feliz, de vida nova.
O menino já não chora e, ao vê-los, sorri feliz. São homens de boa-vontade.
Paz na terra.


Sandra Medina Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas