.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Após um grande perigo (Sl 29)

Salmo. Cântico para a dedicação da casa de Deus. De Davi.
Eu vos exaltarei, Senhor, porque me livrastes, não permitistes que exultassem sobre mim meus inimigos.
Senhor, meu Deus, clamei a vós e fui curado.
Senhor, minha alma foi tirada por vós da habitação dos mortos; dentre os que descem para o túmulo, vós me salvastes.
Ó vós, fiéis do Senhor, cantai sua glória, dai graças ao seu santo nome.
Porque a sua indignação dura apenas um momento, enquanto sua benevolência é para toda a vida. Pela tarde, vem o pranto, mas, de manhã, volta a alegria.
Eu, porém, disse, seguro de mim: “Não serei jamais abalado.”
Senhor, foi por favor que me destes honra e poder, mas quando escondestes vossa face fiquei aterrado.
A vós, Senhor, eu clamo, e imploro a misericórdia de meu Deus.
“Que proveito vos resultará de retomar-me a vida, de minha descida ao túmulo? Porventura vos louvará o meu pó? Apregoará ele a vossa fidelidade?
Ouvi-me, Senhor, e tende piedade de mim; Senhor, vinde em minha ajuda.”
Vós convertestes o meu pranto em prazer, tirastes minhas vestes de penitência e me cingistes de alegria.
Assim, minha alma vos louvará sem calar jamais. Senhor, meu Deus, eu vos bendirei eternamente.

Gratidão do salmista que escapou da morte. Ele relata seu pecado de temeridade, sua humilde prece, e agradece pela salvação que lhe foi dada. (Bíblia Sagrada Ave-Maria)
[imagem da web]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas