.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

quarta-feira, 4 de março de 2009

A oração do Senhor: “Pai Nosso”

Possui perfil trinitário: é a oração do Senhor Jesus, dirigida ao Pai, animada e recriada sempre pelo Espírito Santo. Compreendida a sua invocação inicial, se divide de modo claro em duas partes, caracterizadas pelo prevalecer do “vós” dirigido a Deus no louvor e na invocação, e pelo “nós” que caracteriza uma série de súplicas. Na realidade, trata-se sempre de um diálogo entre o “vós” de Deus e o “nós” da humanidade que, como se fosse um pêndulo, une o céu e a terra.
Leitura das sete súplicas – “Depois de nos ter posto na presença de Deus nosso Pai, para o adorar, amar e bendizer, o Espírito filial faz sair dos nossos corações sete súplicas, sete bênçãos. As três primeiras, mais teologais, nos impelem à glória do Pai; as últimas quatro, como outras tantas vias rumo a Ele, oferecem a nossa miséria à sua graça”. Em realce, o caráter doxológico e teologal que prevalece nos três primeiros pedidos, e o aspecto suplicante dos últimos quatro que dizem respeito, em síntese, às necessidades da vida presente e à vitória final e futura.

(Fonte: Bíblia Ave-Maria)

PAI NOSSO, que estais no céu,
santificado seja o vosso nome;
venha a nós o vosso Reino;
seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos ofenderam;
e não nos deixeis cair em tentação,
mas livrai-nos do mal. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas