.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

A Difícil Tarefa de Esperar




"Esperei confiantemente pelo Senhor; Ele se inclinou
para mim e me ouviu quando clamei por socorro."
( Livro dos Salmos 40.1)

Poucas situações na vida nos incomodam tanto como a espera. Aguardar a chegada de alguém; de uma confirmação ou notícia; de uma resposta à nossa solicitação ou até mesmo de uma encomenda, agita o nosso coração. A inquietude e a expectativa, não raramente, assumem o controle da mente e do corpo. Em decorrência de tal situação, ficamos nervosos e impacientes, restando aos que estão conosco a nobre disposição da paciência e da tolerância diante de nosso insuportável comportamento.

Passando por dias quentes e longas noites, o salmista Davi experimentou a difícil tarefa de esperar. Seu coração, em meio às perseguições, aos deslizes e às perdas, compreendeu o que significava aguardar no Senhor. Ele percebeu que o diferencial não estava na espera em si, mas como ele deveria aguardar.

Confiança e clamor são as duas palavras chaves que acompanham aqueles que esperam no Senhor. Confiam, por isso clamam. Lembram a si mesmos das promessas de Deus e através do seu Espírito encontram a tranqüilidade e a convicção fundamentais à vida. Para os cristãos a fé não está firmada, primariamente, naquilo que eles esperam, mas nAquele em que eles esperam. O alvo de nossa confiança não são os resultados aguardados, mas Aquele que é poderoso para fazer mais do que imaginamos ou pedimos.

É certo que em nossas vidas podemos esperar muito pelo Senhor. Ele não nos decepcionará!

Rev. Sérgio Andrade
Deão da Catedral Anglicana da S.S. Trindade

Fonte:
www.paoquentediario.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas