.

.
Imagem da reflejosdeluz.net

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Misericórdia



Misericórdia, Senhor,
de nossas crianças.
Misericórdia, Senhor,
de nós as crianças.

Misericórdia, Senhor,
de nossas crianças
maltratadas,
molestadas,
descuidadas,
atacadas por mentes doentias
de noite ou em plena luz do dia,
machucando, arrancando a pureza da infância,
num doloroso gesto de repugnância,
incesto, doença, desafeto, ignorância...

Misericórdia, Senhor,
de nós as crianças
que sofremos sem saber por quê,
de forma tão dura e cruel.
Queremos o que é nosso,
aquilo que nos prometeste,
se nosso é o Reino dos Céus.

Misericórdia, Senhor,
dos homens de mente doentia,
pois, mesmo conscientes
da maldade do gesto realizado,
não respeitam o nosso direito
de criança inocente;
e, sempre dissimulados,
enganando a toda gente,
repetem o ato amaldiçoado.

Misericórdia, Senhor,
dos homens de mente sadia,
pois, mesmo cientes
da maldade existente,
seguem o seu dia-a-dia vazio,
indiferentes.
Deixaram adormecer em si mesmos
a criança que outrora
sustentava o homem
que ali estava agora
crescido, formado, gente grande.
Homens prontos pra “fazer” crianças,
mas inúteis pra proteger sua infância.

Misericórdia, Senhor,
de nossas crianças,
de nós as crianças,
pois nosso é o Reino dos Céus.
Quanto aos homens grandes, Senhor,
retira deles a venda que lhes cobre os olhos,
mesmo que esta seja um fino véu,
porque nosso é o Reino dos Céus.

Sandra Medina Costa.
(imagem da web)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas